Ministério Público de Portugal investiga ex-jogador Deco por fraudes

Além do luso-brasileiro, o empresário Jorge Mendes, que é agente de Cristiano Ronaldo, e dois times portugueses são investigados

atualizado 24/11/2021 15:05

DecoGualter Fatia/Getty Images

O ex-jogador Deco é um dos investigados por fraudes em transferências de jogadores em Portugal. A informação foi publicada nesta quarta-feira (24/11) pelo portal português Correio da Manhã. Além do ex-jogador, empresas e times também estão na mira da justiça.

A operação seria fruto de uma parceria entre o Ministério Público de Portugal, Autoridade Tributária e outros órgãos. Cerca de 20 pontos foram alvos de busca. Segundo as investigações, o esquema teria desviado cerca de 15 milhões de euros.

Além do escritório e da residência de Deco, as sedes do Braga, Vitória de Guimarães e a além da matriz da Gestifute, empresa de Jorge Mendes, que é agente de nomes como Cristiano Ronaldo, Ederson e Fabinho também foram vistoriados pelas autoridades.

Deco hoje em dia é empresário de futebol. Segundo o Correio da Manhã, as negociações de três jogadores feitas por ele com o Vitória de Guimarães estão sob investigação.

Todos os suspeitos são investigados por fraude fiscal, fraude à segurança social e branqueamento de capitais. A operação deflagrada nesta quarta é um desdobramento da “Fora de Jogo”, realizada em março do ano passado.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias