Manchester City elimina o PSG e vai à primeira final de Champions da sua história

Comandados de Guardiola fizeram partida tranquila, oferecendo poucas chances ao adversário, e venceram com dois de Mahrez

atualizado 04/05/2021 18:16

Matt McNulty - Manchester City/Manchester City FC via Getty Images

A temporada praticamente impecável do Manchester City continua. Após ter vencido por 2 x 1 em Paris, os comandados de Guardiola ofereceram a posse de bola ao PSG, mas com grande organização tática, aproveitaram a velocidade de Zinchenko, a segurança e precisão de Ederson, os passes na medida de De Bruyne e o talento de Mahrez, que marcou duas vezes, para vencerem a partida por 2 x 0.

O resultado eliminou a equipe de Paris e fez os Citizens chegarem à primeira final de uma Champions League de sua história, também a primeira de Pep Guardiola desde que deixou o Barcelona, em 2013.

O adversário do City será decidido nesta quarta (5/4), entre Real Madrid e Chelsea, em Stamford Bridge. Os Blues têm a vantagem do empate sem gols, devido ao 1 x 1 do jogo de ida, na Espanha.

A final da Champions League será disputada no próximo dia 29, em Istambul, na Turquia.

O jogo

A neve que preenchia o gramado do Etihad Stadium visivelmente atrapalhou as ações dos jogadores nos minutos iniciais, com muitos erros de passe e até dificuldades de manter o equilíbrio.

Aos 6 minutos, após cruzamento de Neymar na área do City, o árbitro chegou a marcar pênalti no lance, depois de suposto toque no braço do lateral Zinchenko. No entanto, o VAR revisou o lance e ficou claro que a bola resvalou em seu ombro.

Apesar da pressão inicial do PSG, foi o City que mexeu primeiro no placar. Após lançamento preciso de Ederson, Zinchenko dominou pela esquerda e achou De Bruyne livre, na entrada da área. O belga chutou em cima de Florenzi e, no rebote, Mahrez encontrou o gol livre.

O decorrer do primeiro tempo terminou com o PSG com mais posse de bola e o Manchester City explorando os contra-ataques, mas sem nenhuma chance clara de gol.

Segundo tempo

Precisando do resultado, o PSG manteve a intensidade e se lançou ao ataque. No entanto, com uma defesa atenta e contando com apoio de seus meias, o Manchester City soube se proteger bem e não permitiu maiores lances de perigo. No contra-ataque, De Bruyne achou Foden, que saiu cara a cara com Navas. O goleiro defendeu, mas o impedimento já havia sido marcado.

Em um novo contra-ataque, aos 10 minutos, dessa vez não teve impedimento. De Bruyne, como de costume, deu um passe na medida para Foden, que cruzou para Mahrez marcar o seu segundo no jogo.

A disputa ficou ainda mais complicada para o PSG aos 23 do segundo tempo. Sentindo a pressão do resultado, Di Maria se estranhou com Fernandinho durante uma cobrança lateral, deu um pisão no brasileiro e levou o vermelho direto.

Sem mais chances de classificação, o PSG usou e abusou de entradas duras, enquanto o Manchester City apenas administrou a partida rumo à classificação para a final.

Vídeos
Últimas notícias