Mais uma mulher acusa Caboclo de assédio sexual; dirigente nega

Outro depoimento foi adicionado à denúncia inicial contra o presidente afastado da CBF. Rogério Caboclo negou a acusação

atualizado 09/08/2021 22:16

Rogério Caboclo CBFBuda Mendes/Getty Images

Mais uma mulher denunciou Rogério Caboclo por assédio sexual e moral. Outra ex-funcionária da CBF prestou depoimento ao Ministério Público no Rio de Janeiro no último mês e também acusou o dirigente afastado da entidade de assédio.

Em nota enviada ao Metrópoles, a defesa de Rogério Caboclo nega as acusações. “A defesa do presidente da CBF, Rogério Caboclo, afirma que ele não cometeu crime de assédio contra nenhuma funcionária da entidade. A defesa também lamenta que esteja acontecendo o vazamento seletivo de peças do processo para prejudicar a honra de Caboclo e influenciar no resultado do seu julgamento. A defesa tomará medidas para que seja respeitado o segredo do processo, decretado judicialmente”, encerra o comunicado.

Rogério Caboclo foi acusado de assédio e moral no dia 4 de junho por uma ex-funcionária da CBF. O então presidente da entidade foi afastado após o surgimento da denúncia.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias