Lisca culpa Rodinei por clima quente com o Inter: “Mão nos órgãos genitais”

O técnico do América-MG afirmou que o lateral colorado provocou seus jogadores logo depois de Heitor abrir o placar em Belo Horizonte

atualizado 19/11/2020 15:44

Lisca pelo América-MGMourão Panda/América

A entrevista coletiva do técnico Lisca após a classificação do América-MG na Copa do Brasil ajudou a explicar o ambiente quente entre seus jogadores e os do Internacional. Logo depois das cobranças de pênaltis, houve empurra-empurra e muitos xingamentos na porta dos vestiários. De acordo com o treinador americano, a provocação começou com Rodinei.

“O seu Rodinei foi muito mal quando eles empataram o jogo (Inter fez 1 x 0 e igualou o marcador do jogo de ida). Rodinei, você não precisava ter feito o que você fez, se virando para o banco e botando a mão nos órgãos genitais, mandando a gente para tudo quanto é lugar. O jogo ainda não tinha acabado, meu parceiro. O futebol, talvez você tenha que aprender um pouco mais, só termina depois dos pênaltis”, afirmou Lisca.

O América-MG levou a melhor na disputa de pênaltis e carimbou a classificação para as semifinais da Copa do Brasil. Os jogadores do Inter, por sua vez, acusam o meio-campista Alê de provocação. Rodrigo Lindoso, um dos mais exaltados, acusou o jogador rival de ter dado “tchau” após as cobranças de pênaltis.

“Faltou no menino, o Alexandre (do América-MG). Não tem que provocar. O vencedor tem que evitar esse tipo de preocupação que não leva a lugar nenhum”, criticou o técnico Abel Braga.

Vídeos
Últimas notícias