*
 

Mesmo com imagens de TV mostrando claramente o pisão de Miguel Layún no tornozelo direito de Neymar, o jogador mexicano negou após a partida que tenha sequer tocado no atacante brasileiro. O lance aconteceu no segundo tempo da vitória do Brasil, nesta segunda-feira (2/7), quando o camisa 10 do time canarinho estava caído do lado de fora do campo. Layún ainda ironizou: “Um jogador desse nível fica mais tempo no chão do que em pé”.

O lateral direito entrou na etapa final com a única função de parar o atleta brasileiro. Layún até foi bem na marcação, mas acabou atingindo Neymar com um pisão em momento que o jogo estava parado e o atacante caído próximo ao técnico Tite. O mexicano, contudo, nega a agressão.

“Conhecemos o Neymar. Ele gosta de ser protagonista dentro e fora de campo. Quem assistiu à partida sabe perfeitamente ao que me refiro”, afirmou Layún. “Ele estava mais preocupado em cair do que em jogar futebol”, disparou.

O mexicano elogiou a qualidade do camisa 10 do Brasil, mas disse “torcer” para que Neymar deixe as (supostas) simulações de lado. “É um jogador com grande talento. Tomara que um dia se preocupe em jogar mais futebol do que em ficar fazendo outras coisas”, declarou.

Antes do lateral direito, o técnico do México, Juan Carlos Osorio, também havia negado qualquer agressão a Neymar. O treinador classificou o lance e a demora para a partida ser retomada como “palhaçada”. (Com informações da Agência Estado)