La Casa de Papel: dinheiro roubado compraria Mbappé, Neymar e cia

A 4ª temporada da série iniciou na programação da Netflix. Milhões subtraídos da Casa da Moeda contratariam os 6 mais caros do mundo

Neymar e Mbappé com máscaras da La Casa de PapelReprodução/Instagram

atualizado 03/04/2020 10:51

A quarta temporada da série La Casa de Papel estreou na Netflix às 4h da madrugada desta sexta-feira (03/04). A trama com oito novos capítulos progride nos desdobramentos do famoso roubo à Casa da Moeda Nacional e Selos da Espanha. E os 984 milhões de euros envolvidos no plano do Professor serviram de inspiração para o site espanhol Apuestas-deporte investigar quantos craques do futebol mundial daria para comprar com esse dinheiro.

Baseado no valor de mercado de cada jogador, o portal concluiu que os milhões levados da Casa da Moeda seriam suficientes para contratar os seis mais caros do mercado: Kylian Mbappé, Neymar, Sterling, Sadio Mané, Mohamed Salah e Harry Kane.

Por 200 milhões de euros, o jogador de futebol mais procurado, Kylian Mbappé, deixaria o PSG para se juntar à equipe de ladrões. A trupe do Professor também poderia adquirir Sterling e Neymar, por US$ 160 milhões cada. Sadio Mané, Mohamed Salah e Harry Kane, estrelas da Premier League, também se enquadram no orçamento, uma vez que cada um vale 150 milhões de euros.

Chance de calote ou roubo à vista?

A situação hipotética de contratar os seis mais valorizados do futebol mundial tem um porém logo de início. O valor de mercado deles totaliza 970 milhões de euros. No entanto, para cobrir os salários anuais cobrados de seus respectivos clubes, a quadrilha de ladrões precisaria de outros 110 milhões de euros. A conta, a partir daí, já não fecharia.

Que tal investir nos 11 ideais da Fifa?

Com os 984 milhões de euros, o Professor e sua gangue poderiam escolher outro investimento: a seleção ideal da Fifa. O time de ouro está avaliado em 923 milhões de euros. Com os 61 milhões restantes, também há a possibilidade de contratar o técnico argentino Diego Simeone, que, com um salário anual de 41 milhões de euros, é atualmente o treinador mais bem pago.

O 11 ideal escolhido nos prêmios The Best 2019 é formado pelo atacante Kylian Mbappé (200 milhões de euros); Lionel Messi (140 milhões); Virgil van Dijk (100 milhões); meio-campista Eden Hazard (100 milhões); Alisson e Frenkie De Jong (90 milhões); Matthijs De Ligt e Cristiano Ronaldo (75 milhões) e Marcelo, Sergio Ramos e Luka Modrić, os mais baratos da lista, com 20, 18 e 15 milhões de euros, respectivamente.

Vídeos
Últimas notícias