Jogo morno entre Sport e Grêmio termina em empate na Ilha do Retiro

O resultado de 1 a 1 foi ruim para as duas equipes na sequência do Campeonato Brasileiro

atualizado 19/12/2020 22:44

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Sport recebeu, na noite deste sábado (19/12), o Grêmio, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na Ilha do Retiro, no Recife, a vitória era cara para ambos os times, tanto para afastar de vez o Sport da zona de rebaixamento quanto para aproximar o Grêmio do G4. A conclusão, no entanto, foi de empate por 1 a 1.

O resultado não favorece nenhuma das duas equipes. O Sport, com 29 pontos, se mantém próximo à zona de rebaixamento, na 14ª posição, dependendo dos resultados dos jogos desta rodada de Atlético Paranaense e Bahia, respectivamente os 15º e 16º com 28 pontos. O Grêmio ficou com 42 pontos e deixou de se aproximar dos líderes.

A equipe de Recife iniciou o embate de forma tranquila e organizada, mantendo a boa atuação do último jogo contra o Coritiba, após amargar quatro derrotas consecutivas. O Grêmio, por sua vez, chegou mais ofensivo e afobado, com alguns erros porém lances perigosos já nos primeiros minutos.

Em um desses momentos, o Sport não desperdiçou a chance e apresentou contra-ataque com perfeição técnica através da jogada de Mugni, que carregou pelo meio e lançou a Patric pela direita. O lateral, então, devolveu ao argentino, que encaminhou a Dagoberto. O atacante marcou aos 9 minutos.

Após ver suas redes balançadas, o Grêmio procurou criar oportunidades para o empate. Apesar de garantir a posse de bola, não foi capaz de dar sustos ao goleiro Polli até o fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, a temperatura do jogo aumentou com o Sport que se apresentou mais ofensivo, buscando aumentar a vantagem sobre o time gaúcho. Com forte pancada em Marcão, Kannemann recebeu o segundo amarelo e deixou um Grêmio, já atordoado, com um a menos

Lances

O primeiro lance perigoso do Sport veio com Patric, aos 9 minutos, que é parado por Vanderlei mas, de qualquer forma, estava impedido. O momento de preocupação para a equipe de Recife acontece com a colisão entre Matheus Henrique e Ronaldo Henrique, que deixa este último queixando-se de falta de ar e dores no peito. Após ser atendido fora de campo e se levantar aos poucos, o volante é logo em seguida substituído pelo técnico Jair Ventura.

O próximo lance que foi destaque foi, aos 25 minutos, a dividida que culminou no pênalti sofrido por Churín. Após confirmação pelo VAR, o árbitro manteve a penalidade máxima em favor do Grêmio, que foi batido por Pepê com calma e personalidade. Tudo igual na Ilha do Retiro.

No fim do jogo, aos 44 minutos, Mugni trouxe a velocidade que faltava ao Sport em lance pela esquerda, que dependia da mesma energia de Patric, que não entregou. Ficou por isso mesmo. Os seis minutos de acréscimo passaram rápido e indolores para ambos os times.

Vídeos
Últimas notícias