Jesus admite dificuldade na chegada ao Manchester City: “Um choque”

Sob o comando de Guardiola, mesmo não sendo titular, Jesus continua com bons números neste início de temporada

atualizado 06/03/2021 13:02

Marc Atkins/Getty Images)

Em alta no Manchester City, Gabriel Jesus lembrou do começo difícil no futebol inglês. Negociado pelo Palmeiras em 2016, o atacante brasileiro desembarcou na Inglaterra no início de 2017 e admitiu que levou um “choque” ao chegar no país e demorou alguns dias a se adaptar, especialmente ao clima frio.

“Foi um choque muito grande, sair do Brasil com 19 anos. Saí de um calor de 30 graus do Brasil, em 2 de janeiro (de 2017). Cheguei na Inglaterra, dia 3, com um frio que foi um choque de todas as formas”, contou o atacante em entrevista à ESPN Brasil

“Foi difícil no começo para assimilar isso, e focar no real motivo de por que estou aqui. Depois que foquei, tudo acalmou e tudo seguiu bem. Eu fiquei três semanas sem jogar, vivendo em hotel, comendo mal, dormindo mal, vivendo mal, então isso fez com que eu pensasse, meio desanimado. Mas quando comecei a jogar, tudo já passou”, recordou-se.

Jesus também deu detalhes sobre a ligação do técnico Pep Guardiola, fundamental para ele ter aceitado a proposta do Manchester City e deixar o futebol brasileiro aos 19 anos.

“Eu tinha deixado bem claro que eu primeiro iria pensar no Palmeiras, porque foi o clube que me deu oportunidade. Não teve nada escondido do clube. Aí fizemos uma reunião em casa, decidimos e ele (Guardiola) me ligou. A gente conversou ali, não sei se ele me entendeu bem. Eu entendi mais do que ele me entendeu, porque eu já jogava com quem falava espanhol. Foi boa a conversa. Só por ali, já percebi que era um cara que gostava de trabalhar, o que eu também gosto, e que era um cara que gostava de trabalhar com jovens. Então vi uma oportunidade de trabalhar com um dos melhores do mundo”, explicou.

Sob o comando de Guardiola, mesmo não sendo titular, Jesus continua com bons números neste início de temporada e é um dos destaques da equipe. São 11 gols marcados em 27 jogos pelo Manchester City, líder isolado do Campeonato Inglês, com 65 pontos, 14 a mais que o vice-líder Manchester United. Os rivais se enfrentam neste domingo, às 13h30 (de Brasília).

No total, há quatro anos no City, o brasileiro, que disputa vaga no ataque com Sergio Agüero, maior ídolo do clube, marcou 79 gols em 137 partidas. E tem a confiança do treinador espanhol para seguir brilhando.

0

Vídeos
Últimas notícias