Guardiola detona calendário da Premier League e sugere até greve

Treinador do Manchester City reclamou da sequência de jogos. Os Citizens enfrentarão três jogos em um intervalo de 11 dias

atualizado 24/12/2021 12:02

Getty Images

O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, reclamou do calendário de jogos da Premier League neste fim de 2021. Durante uma entrevista coletiva, o técnico espanhol questionou o bem estar dos atletas com a sequência de jogos e sugeriu como uma possível resolução destas questões, seria uma greve de treinadores e jogadores.

“Talvez seja preciso que os jogadores e os treinadores se unam para fazer uma greve ou algo do gênero. Já entendemos que nada vai ser resolvido só com palavras”, declarou Guardiola.

O treinador afirmou entender a tradição do “boxing day”, rodada que acontece no dia 26 de dezembro, mas questionou o fato do calendário das partidas estar cada vez mais apertado, com uma maior quantidade de jogos em um menor intervalo de tempo.

“A Uefa, a Fifa, a Premier League, os detentores de direitos de transmissão televisiva e o negócio parecem ser mais importantes do que o bem-estar dos jogadores. No início desta temporada, eu não tinha jogadores disponíveis para jogar (devido à realização da Eurocopa). Tinha somente 10 jogadores. Isto desvirtua a competição, não é justo. No entanto, os jogadores precisam de férias, de descansar duas ou três semanas”, relembrou.

Guardiola ainda completou sua série de críticas relembrando que a Premier League extinguiu a possibilidade de realizar 5 substituições por jogo, voltando ao formato de apenas 3. A medida foi apontada pela Fifa para diminuir os impactos da Covid-19 nos elencos ao redor do mundo, mas não é mais aplicada na Inglaterra.

O Manchester City terá uma sequência puxada de jogos. No domingo (26/12), os Citizens enfrentam o Leicester. Três dias depois, no dia 29, a equipe joga contra o Brentford e terá o Arsenal no dia 1º de janeiro.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias