Grêmio aumenta freguesia do Inter e conquista o 2º turno do Gaúcho

Em negociações com o Benfica, Everton era dúvida até momentos antes da partida, mas foi confirmado como titular e fez a diferença

atualizado 06/08/2020 0:16

GrêmioPEDRO H. TESCH/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Grêmio manteve a freguesia do Internacional e faturou o segundo turno do Campeonato Gaúcho na noite desta quarta-feira (5/8) ao ganhar por 2 x 0, na sua arena. O adversário da grande final será o Caxias, campeão do primeiro turno.

Uma reunião será realizada nesta quinta-feira entre as diretorias dos dois clubes e membros da Federação Gaúcha de Futebol para definir quando será a realizada a decisão.

Em negociações adiantadas com o Benfica, o atacante Everton era dúvida até momentos antes da partida, mas foi confirmado como titular e fez a diferença participando dos dois gols do Grêmio. Na hora de erguer a taça, Pedro Geromel deu a faixa de capitão para o companheiro, sinalizando que sua despedida está próxima.

Apesar da vantagem ser do Inter no histórico dos confrontos (156 vitórias a 135, além de 135 empates), o Grêmio chegou ao nono clássico consecutivo sem derrota. A última foi em setembro de 2018. De lá para cá, foram cinco triunfos e quatro empates.

Como todo Gre-Nal, o jogo começou nervoso na Arena do Grêmio, tanto que foram mostrados três cartões amarelos nos primeiros 12 minutos – todos para o Internacional. Mas o duelo também teve bons lances.

O primeiro deles veio aos 16. Orejuela recebeu de Alisson, invadiu a área e tentou o cruzamento rasteiro, mas Marcelo Lomba desviou e Rodinei tirou o perigo. A resposta colorada veio em chute de Rodinei de fora da área. Vanderlei espalmou. Aos 24 minutos, Marcos Guilherme finalizou rasteiro e assustou o goleiro. Depois foi a vez de o Grêmio ameaçar em chute colocado de Matheus Henrique, pela linha de fundo.

O jogo era aberto com chances para os dois lados. Everton arriscou de fora da área e parou em Lomba. Aos 31, Maicon invadiu a área e tocou para dentro da área, mas ninguém apareceu para completar.

O Grêmio era ligeiramente melhor e criava chances em sequência. Jean Pyerre lançou Everton nas costas de Rodinei, mas o chute do atacante explodiu em Lomba, que voltou a aparecer quando Diego Souza desviou cruzamento no susto. Aos 46, Everton soltou a bomba na rede pelo lado de fora.

E quase o Grêmio foi castigado pelas chances perdidas no último lance do primeiro tempo. Galhardo cruzou rasteiro e Vanderlei fez a defesa parcial. O rebote sobrou para Boschilia bater de primeira, ao lado do gol.

O Grêmio precisou de apenas quatro minutos no segundo tempo para fazer o que não conseguira na etapa inicial. Everton cruzou, Diego Souza ajeitou de cabeça e Maicon, também de cabeça, completou para o gol aberto.

Aos nove, o Inter perdeu uma chance clara de empatar. Guerrero cruzou forte e Thiago Galhardo se esticou todo para desviar pela linha de fundo. O gol estava aberto. O time colorado pressionava em busca do empate.

O volante Edenilson sofreu uma lesão e precisou ser substituído. Em seu lugar, o técnico Eduardo Coudet colocou o atacante William Pottker, abrindo de vez o time. Só que a pá de cal foi jogada pelo Grêmio aos 35 minutos. Everton cruzou, Moisés afastou mal e Isaque pegou um bonito chute de primeira, sem chances para Marcelo Lomba. Na comemoração, Orejuela e Patrick deram início a uma confusão e foram expulsos pelo árbitro.

Sem forças para reagir, o Inter só foi levar perigo ao goleiro Vanderlei em falta cobrada por Guerrero. No contra-ataque, Luciano tocou para Everton, que dominou e encheu o pé para a defesa de Lomba. Depois foi a vez de Isaque parar no goleiro. Poderia ter sido pior para o Inter.

Rapidamente após o jogo houve a entrega do troféu com a comemoração dos jogadores, pela primeira vez sem a presença dos torcedores nas arquibancadas.

Vídeos
Últimas notícias