Gre-Nal estreia na Libertadores com confusão, 8 expulsos e 0 x 0

Grêmio e Internacional fizeram partida equilibrada na Arena, mas não conseguiram aproveitar as melhores chances e perderam a cabeça

atualizado 12/03/2020 23:18

Confusão no Gre-Nal da LibertadoresFERNANDO ALVES/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

O primeiro Gre-Nal da história da Copa Libertadores contou com todos os ingredientes do clássico – inclusive oito cartões vermelhos –, mas ficou devendo bola na rede. Na noite desta quinta-feira (12/03), Grêmio e Internacional ficaram no empate por 0 x 0, em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da competição.

Apesar de o empate sem gols não ser um placar agradável, ele serviu ao menos para deixar ambas as equipes em boa situação no Grupo E. Os dois lideram a chave, com 4 pontos, e o Colorado é o líder devido ao saldo de gols superior ao do Tricolor (3 x 2).

O terceiro lugar do grupo está com o América de Cali, com três pontos, após bater a Universidad Católica na terça-feira (10/03). O lanterna é justamente o time chileno, com zero ponto.

Na próxima rodada, o Grêmio vai até o Chile enfrentar a Universidad Católica, enquanto o Inter recebe no Beira-Rio o América de Cali. Como a Conmebol anunciou nesta quinta, as rodadas seguintes da Libertadores estão suspensas, portanto não há data para esses confrontos.

Confusão generalizada

A nota triste do Gre-Nal ocorreu já nos minutos finais. Aos 40 do segundo tempo, uma confusão generalizada começou à beira do campo após desentendimento entre Moisés e Pepê. Depois de muito empurra-empurra e até troca de socos, oito jogadores foram expulsos. Víctor Cuesta, Praxedes, Moisés e Edenilson pelo lado do Inter. Caio Henrique, Pepê, Luciano e Paulo Miranda pelo lado do Grêmio.

Gre-Nal histórico

A partida desta quinta não teve gols, mas um motivo para comemorar a torcida do Grêmio teve: a Arena lotada. O estádio recebeu 49.971 pagantes e 53.389 pessoas no total.

Já o Inter, que perdeu o clássico no Campeonato Estadual, lamentou o empate por ter acertado duas vezes a bola na trave na segunda etapa – uma com Edenílson e uma com Boschilia.

Vídeos
Últimas notícias