Governo do Rio proíbe presença de público em praias e estádios

Decreto é válido até o dia 6 de outubro, o que impossibilitaria o retorno dos torcedores ao jogo do Flamengo, no dia 4

atualizado 19/09/2020 20:03

Alexandre Vidal / Flamengo

O governador em exercício do Rio de Janeiro Claudio Castro publicou decreto proibindo a presença de público em praias e estádios. O decreto foi publicado em edição extraordinária do diário oficial e divulgado pelo governo neste sábado (19/9). A publicação da medida pode colocar por água abaixo as pretensões da prefeitura do Rio de realizar a partida entre Flamengo e Athletico-PR, no dia 4 de outubro, já com a presença de torcedores.

Na sexta-feira (19/9), a prefeitura do Rio anunciou que o jogo do Flamengo, válido pelo Campeonato Brasileiro, terá presença de público. Porém, com apenas 30% da capacidade do Maracanã, o que equivale a 20 mil pessoas.

No decreto, o governo prorroga as medidas de isolamento no estado. O governador em exercício manteve até o dia 6 de outubro a suspensão de realização de eventos com presença de público, tais como evento desportivo, show, comício e passeata. Entretanto, o governo deve se reunir com a prefeitura e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para tratar do assunto.

Vídeos
Últimas notícias