Goleiro Bruno terá que usar tornozeleira eletrônica durante os jogos

Defesa do atleta tenta recorrer mas Justiça do Acre está irredutível

atualizado 08/09/2020 20:15

Goleiro BrunoReprodução/Twitter

A Justiça do Acre determinou o uso de tornozeleira eletrônica para o goleiro Bruno Fernandes, 35 anos, que cumpre regime semiaberto. A decisão, definida pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Hugo Torquato, prevê que o uso do aparelho deverá ser de forma ininterrupta, inclusive durante os treinos e jogos do clube que Bruno está defendendo, o Rio Branco do Acre.

De acordo com o empresário do goleiro, Bruno Kling, o atleta foi notificado da determinação no dia 4 de setembro e já foi até o Instituto de Administração Penitenciária do Acre para pegar a tornozeleira. Segundo o empresário, seu cliente está fazendo o uso do equipamento em alguns treinos mas nos jogos ele retira.

Leia mais em O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias