Globo é contra a volta do mata-mata no Brasileirão, diz site

De acordo com o portal UOL, pelo menos quatro clubes consultaram a emissora, que se mostrou avessa devido à redução do número de jogos

logomarca globoReprodução

atualizado 26/03/2020 15:02

O adiamento dos campeonatos de futebol devido à pandemia do novo coronavírus apertaram o calendário e promete confusão nos bastidores. Com as federações irredutíveis quanto ao término forçado dos Estaduais, o Brasileirão passou a ser repensado. Um retorno ao mata-mata, porém, é improvável.

Conforme informações do portal UOL, pelo menos quatro clubes consultaram a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão do Nacional, sobre uma possível volta à fórmula de 2002. A resposta foi que essa não é uma opção que entusiasme a emissora.

“A Globo acredita que o mata-mata resulte na queda de arrecadação de pay-per-view e faturamento para os clubes em todos os sentidos”, escreve a publicação. Isso ocorreria porque o formato mata-mata reduz em 176 partidas a competição – seriam 24 datas contra 38.

Futuro pós-coronavírus

Readaptar o calendário após o período de paralisação não é uma preocupação única entre clubes e entidades. Os envolvidos no futebol também estão em fase de reduzir os prejuízos financeiros. Os jogadores no Brasil, por exemplo, recusaram uma proposta de corte de 25% de seus salários.

Na Série B do Brasileirão, os times decidiram em reunião que irão dar férias aos jogadores e funcionários, além de reduzir o salário.

A Conmebol anunciou nesta quinta-feira que irá antecipar a premiação aos clubes que fazem parte da fase de grupos da Libertadores.

 

Últimas notícias