*
 

A jornalista Glenda Kozlowski usou o Instagram para se pronunciar a respeito da onda de comentários racistas nas redes sociais de Fernandinho após a derrota do Brasil para Bélgica pelas quartas de final na Copa do Mundo, na sexta-feira (6/7).

“Entendo a tristeza pela eliminação do Brasil. Mas ato racista é covardia. Antes de ser jogador, Fernandinho é pai de família. Um ser humano. Filhos pequenos. Esposa. Mãe. Fernandinho, toda a minha solidariedade. Obrigada por tudo. Obrigada Seleção. Até 2022”, escreveu.

Entendo a tristeza pela eliminação do Brasil. Mas ato racista é covardia. Antes de ser jogador, Fernandinho é pai de família. Um ser humano. Filhos pequenos. Esposa. Mãe. Educado. Gente boa demais!!! Carinhoso com todos! Um exemplo pra muita gente!!! Fernandinho, toda a minha solidariedade. Obrigada por tudo. Obrigada Seleção. Até 2022. #worldcup #glendanacopa #selecaobrasileira

Uma publicação compartilhada por glendakozlowski (@glendakozlowski) em

Ao vivo, após a eliminação do Brasil da Copa, a jornalista contou que estava ao lado da mãe do jogador, Ane, quando o filho fez o gol contra que abriu o placar da Bélgica no início da partida. Numa cobrança de escanteio, a bola resvalou no braço do volante e foi parar dentro da rede do goleiro Alisson.

“Quando apareceu no telão que tinha passado no ombro do Fernandinho, a Ane botou a mão na cabeça e falou: ‘Meu Deus, foi meu filho! Foi meu filho! Pixa vida, o Fernandinho não merece isso'”, relatou Glenda.