Gabigol, do Flamengo, seguirá em processo contra Globo por “quebra de acordo”

Familiares e empresários do atacante não gostaram de a emissora ter incluído sua ida a um cassino clandestino no documentário Predestinado

atualizado 02/04/2021 15:50

Gabigol irritadoWagner Meier/Getty Images

O documentário Predestinado, em exibição no serviço de streaming Globoplay, era para ser uma celebração da carreira do atacante Gabigol. No entanto, o projeto pode ir parar na Justiça.

Empresários e familiares do jogador do Flamengo não gostaram de ver abordado no último capítulo do projeto a ida de Gabigol a um cassino clandestino. O jogador processa a Globo por “quebra de acordo”.

O acontecimento na vida de Gabigol entrou para a série da Globoplay – o que irritou os familiares, que não contavam que o caso estaria presente. Pouco antes de o capítulo ir ao ar, Gabigol tentou entrar na Justiça para impedir a circulação das imagens. Segundo a agência que cuida da imagem do atleta, todos foram pegos de surpresa, pois a inclusão do assunto não foi acordada pelas partes.

Segundo o Uol, o atacante agora seguirá com o processo não em regime de urgência, mas que passará a ser um caso para a Justiça do Rio de Janeiro. Na visão deles, houve quebra de acordo e a Globo deverá arcar por danos morais à imagem de Gabi. O valor previsto para multa é o mesmo que a empresa 4Comm/Gabigol Esportes Ltda., que cuida da carreira do atleta, pediu para a Justiça caso a liminar inicialmente solicitada fosse concedida: R$ 2 milhões.

0

 

 

Vídeos
Últimas notícias