Fim da temporada: hegemonia e rara competitividade nas ligas europeias

Com o passar dos anos, a evolução dos grandes clubes torna as competições cada vez mais desiguais, tornando-as, de certa forma, previsíveis

JuventusDaniele Badolato - Juventus FC/Juventus FC via Getty Images

atualizado 02/08/2020 8:02

Com a última rodada do Campeonato Italiano neste fim de semana (1 e 2/8), as principais ligas europeias encerram a temporada 2019/20 e a hegemonia de títulos impressiona mais a cada edição. E, com o passar dos anos, a evolução dos grandes clubes torna as competições cada vez mais desiguais, tornando-as, de certa forma previsíveis, tendo sempre os mais ricos e com elencos mais estrelados brigando pelo topo.

0

Na Itália, a Juventus conquistou sem nono título consecutivo antecipadamente e o 35º da sua história. Na lista dos campeões da competição, a Velha Senhora é líder com folga. O Milan e a Inter de Milão estão atrás com apenas 18 títulos cada.

Outra supremacia que impressiona é o Real Madrid, na La Liga. Os Galáticos, campeões da atual temporada, conquistaram seu 34º título do Campeonato Espanhol, e atrás deles tem o Barcelona com 26 e o Atlético de Madrid, com apenas 10. A diferença de pontuação ao final da edição de 2019/20 foi de 17 pontos para os 3º e 4º colocados, Atlético de Madrid e Sevilla, respectivamente, e 27 para o 5º, Villarreal.

A soberania do Bayern de Munique na Bundesliga é algo inacreditável. Os Bávaros conquistaram o 8º troféu seguido da competição e o 29º da trajetória. Atrás deles, com um abismo de diferença e somente cinco títulos cada na história do Campeonato Alemão, estão Borussia Dortmund e M’gladbach. Ao fim da temporada, a equipe de Munique tinha 82, 13 a mais que o 2º, Dortmund, e 30 a mais que o 6º, Hoffenheim.

Na França, o Paris Saint-Germain ergueu seu 3º troféu seguido e empatou com o Olympique de Marseille no número total de título na Liga Francesa: nove. O único clube que venceu mais que esses dois times conquistou sua última taça em 1980/81, o Saint-Étienne, que coleciona 10 títulos. Mas a ascensão do PSG impressiona pois é o mais novo desses três clubes. Completará 50 anos agora, em agosto, enquanto o Marseille fará 187 e o Saint-Étienne fez 101 em junho.

Mas o segredo do time de Paris está no dinheiro de seu presidente, Nasser Al-Khelaifi, do Catar, que comprou o clube em 2011 e a partir daí começou a ser o melhor da França frequentemente. Antes da chegada dele, o PSG tinha apenas dois títulos da competição nacional. Depois de nove temporadas, venceu sete.

Terra da rainha

A equipe que mais pontuou na temporada de 2019/20 conquistou seu 19º título na história do futebol inglês: o Liverpool. Os Reds somaram incríveis 99 pontos, ficando 18 à frente do Manchester City (2º), e 33 do United (3º) e do Chelsea (4º). Com essa conquista, a equipe comandada por Jurgen Klopp precisa de apenas mais uma taça pra alcançar o maior campeão nacional, o Manchester United, que coleciona 20 troféus.

Com o fim das competições nacionais, alguns dos clubes europeus terão pela frente a continuação da fase mata-mata da Liga dos Campeões. O vencedor da última edição, o Liverpool, foi eliminado pelo Atlético de Madrid nas oitavas de final, pelo placar agregado de 4 x 2. Junto à equipe de Madrid, já estão nas quartas de final o RB Leipzig, o Atalanta e o PSG.

A competição retorna no dia 7 de agosto com os confrontos de volta entre Manchester City x Real Madrid e Juventus x Lyon, nos quais têm a vantagem ingleses e franceses. Já no dia 8, Barcelona x Napoli e Bayern de Munique x Chelsea decidem as outras vagas. Nesses últimos duelos, espanhóis e italianos empataram em 1 x 1, na Itália, enquanto os alemães fizeram 3 x 0, fora de casa, em cima dos Blues.

Vídeos
Últimas notícias