“Falaram que eu ia morrer”, Diego Tardelli relata agressão da torcida

Após derrota e eliminação do Santos na Copa do Brasil, atacante conta que foi atacado durante caminho de volta para o hotel

atualizado 15/09/2021 11:56

Ivan Storti/Santos FC

Diego Tardelli mal reestreou pelo Santos e já foi alvo de torcedores furiosos da equipe paulista. Após a eliminação do clube pela Copa do Brasil, o atacante contou que foi perseguido e atacado por alguns torcedores do Peixe.

Tudo aconteceu quando o jogador estava voltando para o hotel onde está morando em Santos e percebeu que estava sendo seguido. “Eu estava chegando próximo ao meu hotel e uns três, quatro carros estavam me seguindo. Quando eu parei no sinal, ele me fecharam e não tinha para onde eu correr. Eles começaram a quebrar meu carro, chutar, amassar, falaram que eu ia morrer”, relatou Tardelli.

Após o acontecido, ele conta que encontrou alguns policiais que o escoltaram e o mantiveram em segurança.

Em seguida, ele lamentou a forma como o protesto aconteceu. “A torcida tem todo o direito de cobrar, a fase do time não é das melhores, mas isso não justifica. Se a torcida quiser ir no CT, quiser ir em qualquer lugar cobrar, xingar, mas agora, agredir, quebrar carro, tacar o terror, isso não cabe mais no futebol”, afirmou o atacante.

Diego Tardelli reestreou pelo Santos exatamente na derrota por 1×0 para o Athlético-PR, resultado que eliminou o Peixe da Copa do Brasil.

Nos últimos 12 jogos, o Alvinegro venceu apenas dois e acumulou as eliminações da competição nacional e da Sul-Americana.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias