Faixas incomodam árbitro Christiano Gayo em jogo do Candangão

Árbitro paralisou a partida por duas vezes para a retirada das faixas

Igo Estrela/Metrópoles

atualizado 06/03/2020 19:47

Na súmula do jogo Sobradinho x Ceilândia, realizado no estádio Augustinho Lima, na última quinta-feira (05/03), válido pela oitava rodada do Candangão 2020, o árbitro da partida, Christiano Gayo do Nascimento, relata que teve que interromper duas vezes a partida para a retirada de faixas que considerou ofensivas à sua pessoa. Elas continham os seguintes termos: “Fora Cristiânus Gayo” e “Fora Cristiano Gayo safado”.

Faixas para Christiano Gayo em jogo do Brasiliense

Após as interrupções para a retirada das faixas, o jogo prosseguiu normalmente. Segue a íntegra da súmula, no item ocorrências:

Aos 18 (dezoito) minutos do primeiro tempo de jogo, foram observadas duas faixas estendidas no espaço da arquibancada reservado à torcida do Sobradinho E.C., com os seguintes dizeres em relação à minha pessoa: ‘Fora Cristiânus Gayo’ e ‘Cristiano Gayo Safado”, conforme arquivos de jpeg que seguem em anexo a esta súmula eletrônica

De acordo com o art. 13-a, inciso IV da Lei Federal 10.671/2003 (Estatuto do Torcedor), com as alterações promovidas pelas leis 12.299/2010, 13.155/2015 e 13.912/2019, ‘são condições de acesso e permanência do torcedor no recinto esportivo, sem prejuízo de outras condições previstas em lei: IV-Não portar ou ostentar cartazes, bandeiras, símbolos ou outros sinais com mensagens ofensivas, inclusive de caráter racista ou xenófobo’. Sendo assim, determinei à delegada da partida que solicitasse providências junto ao diretor de futebol da equipe mandante (Sobradinho E.C.) e junto à Polícia Militar no sentido de identificar o torcedor ou os torcedores que estenderam tais faixas. Após 5 (cinco) minutos de paralisação, as faixas foram finalmente retiradas e pode ser dado seguimento à partida.

Informo, ainda, que aos 5 (cinco) minutos do segundo tempo, a partida foi novamente paralisada, desta vez por 1 (um) minuto, pois torcedores que estavam fora do estádio subiram no muro e estenderam as mesmas faixas para o lado de dentro do estádio. O policiamento se dirigiu ao local, as faixas foram retiradas e a partida prosseguiu. Contudo não chegou a este árbitro até o fechamento deste relatório a identificação dos responsáveis, tanto pela extensão das faixas no primeiro quanto no segundo tempo.

Por fim, ressalto que me senti ofendido e moralmente agredido com o conteúdo das faixas.

 

Vídeos
Últimas notícias