Ex-presidente da Juventus contesta fotos de Ronaldo na piscina

De acordo com Giovanni Cobolli, os registros do astro em momentos de lazer contradizem a versão oficial de que ele foi ficar perto da mãe

Cristiano Ronaldo na academia ao lado da famíliaReprodução/Instagram

atualizado 25/03/2020 19:55

A ida de Cristiano Ronaldo para Portugal durante o período de quarentena tem sido questionada na Itália. Ex-presidente da Juventus, Giovanni Cobolli defende que todos os jogadores do clube deveriam ter permanecido no país em isolamento em meio à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com Gigi, as fotos do astro nas redes sociais contradizem o motivo pelo qual Cristiano Ronaldo foi para Portugal. A intenção é ficar ao lado da mãe, que se recupera de um derrame de do câncer.

“A coisa na Juventus ficou complicada quando Cristiano Ronaldo saiu. Ele disse que estava indo para Portugal para sua mãe, mas agora ele só parece estar tirando fotos na piscina. Quando essa exceção foi feita, a situação desmoronou e outros quiseram sair. Não deveria ter sido assim. Todos deveriam ter sido colocados em quarentena”, criticou Gigi, em entrevista à Rádio Punto Nuovo, da Itália.

0

O ex-presidente da Juventus também contesta a vontade dos jogadores de deixar a Itália durante a quarenta. Para ele, isso só dificulta a recuperação física dos atletas para quando as competições voltarem.

Últimas notícias