Ex-Liverpool admite ter machucado colega para assegurar vaga no time

Tom Brewitt contou que não se envergonha de ter deixado companheiro “de muletas” para ser selecionados no time principal

atualizado 16/10/2020 12:08

A competição nas categorias de base para conseguir uma vaga no time principal é feroz, especialmente em equipes de pontas. Há jogadores que fazem de tudo para se destacar profissionalmente. É o caso de Tom Brewitt.

O ex-jogador da academia do Liverpool admitiu que machucou um companheiro de propósito para assegurar uma vaga na equipe comandada por Jürgen Klopp.

O atleta de 23 anos afirmou que estava desesperado para subir para os profissionais e viu uma oportunidade quando o clube passou por uma crise de lesões durante a temporada 2015-16.

Klopp tinha poucos jogadores de defesa para escalar para uma partida da FA Cup contra o Exeter e Brewitt pensou que seu momento havia chegado. Porém, ele competia pelo espaço com o companheiro Daniel Cleary.

“O que eu tivesse que fazer, eu faria”, disse Brewitt no podcast Football Journeys. “Se isso significasse machucar alguém ou arruinar um relacionamento, eu faria. Eu estava desesperado para jogar pelo Liverpool e era tudo o que eu queria fazer”.

“Eu não me orgulho, mas também não estou muito envergonhado, porque, na minha cabeça, era ele ou eu, e eu escolhi a mim”.

No fim, Brewitt acabou não sendo selecionado para a partida. Duas semanas depois de ter machucado o seu companheiro, ele sofreu uma concussão e ficou de fora.

Vídeos
Últimas notícias