Em noite de goleiros, Corinthians e Palmeiras ficam no empate

Manoel e Felipe Melo fizeram os gols do dérbi paulista que terminou em 1 x 1

MARCO GALVÃO/ESTADÃO CONTEÚDOMARCO GALVÃO/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 04/08/2019 21:03

O clássico paulista da rodada terminou em igualdade na Arena Corinthians, neste domingo (04/08/2019). Em ritmo acelerado desde o apito inicial, a partida teve como destaques os dois goleiros, Cássio e Weverton, que impediram inúmeras chances claras de gol. Manoel abriu o placar aos 12 minutos e Felipe Melo empatou logo após a volta do intervalo.

Com o resultado, cada equipe somou um ponto. O mandante da partida manteve a invencibilidade pela 4ª rodada seguida e o Palmeiras, que permanece na 2ª posição na tabela, vê o Santos abrir vantagem de 4 pontos na liderança do Brasileirão.

O jogo
Ritmo da partida começou intenso com o Palmeiras tomando as primeiras atitudes ofensivas. Aos 3 minutos, Cássio precisou sair do gol para ajudar na marcação e tirar a bola de Deyverson. No lance seguinte, fez uma defesa inacreditável, porém, o ataque alviverde era irregular. O bandeirinha marcou impedimento. Instantes depois, o arqueiro do Timão salvou mais uma e se mostrava inspirado e atento para o clássico.

Aos 12 minutos, na primeira ameaça do Corinthians ao gol adversário, o zagueiro Manoel subiu mais alto que todo mundo após cruzamento de Sornoza e abriu o placar na Arena. Na marca dos 26 minutos, outra jogada aérea a favor do alvinegro levou perigo ao gol de Weverton, que precisou fazer a defesa em dois tempos. Apesar de ter sido vazado, o campeão olímpico pela Seleção demonstrava confiança debaixo das traves.

Novamente, aos 38, Deyverson chegou com liberdade no ataque, mas estava impedido. Mesmo assim, Cássio se esforçou e cumpriu o papel de não deixar a bola passar. Se adiantou e fechou o ângulo do chute do atacante do Palmeiras. O vice-líder do campeonato teve mais posse de bola (61%), mas os erros frequentes de passe decidiram o resultado parcial da partida. O mandante foi objetivo (acertou todos os tiros no alvo) e mostrou estar com a tática definida: defender e contra-atacar.

2º tempo
Felipão conversou com o time no vestiário e o gol veio aos 2 minutos da segunda metade do clássico. Deyverson cruzou, Felipe Melo pulou, conseguiu o cabeceio e, dessa vez, a bola morreu no fundo das redes de Cássio. Quando o relógio marcava 21 minutos, o Corinthians teve boa chance após cobrança de falta. Gil cabeceou e a redonda passou rente à trave, mas na sequência o bandeirinha assinalou impedimento do zagueiro.

No momento 28 do 2º tempo, Cássio brilhou mais uma vez. Dudu cobrou escanteio e Gómez chegou pegando a sobra, mas o chute saiu fraco e o goleiro deu rebote, que caiu nos pés de Luan. Na conclusão, Cássio segurou. Na sequência, Gustavo Scarpa encontrou Zé Rafael, que ficou na cara do gol corintiano e finalizou na trave. Porém a jogada estava impedida.

Na marca dos 34 minutos, o Porco teve espaço para o contra-ataque puxado por Dudu. O camisa 7 levantou na área para Zé Rafael, mas o baixinho Fagner estava bem posicionado e conseguiu afastar a bola da área. Já nos acréscimos, aos 48 minutos, Deyverson teve a bola do jogo, mas Cássio foi no ângulo defender.

Últimas notícias