Em movimento pró-Globo, clubes se movimentam para acionar Turner na Justiça

A Turner informou que projeta exibir no canal a cabo TNT 13 partidas que tenha algum clube com contrato com a Globo

atualizado 23/07/2020 12:26

Parte dos clubes que têm contrato exclusivo com o Grupo Globo para os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro estão se mobilizando para apoiar a emissora em uma potencial briga jurídica com a Turner. As informações são do colunista Marcel Rizzo, do UOL.

De acordo com a tabela divulgada pela CBF nesta semana, a Turner informou que projeta exibir no canal a cabo TNT 13 partidas que tenha algum clube com contrato com a Globo, incluindo o clássico Santos x São Paulo e jogos de Vasco, Flamengo, Grêmio e Atlético-MG. Essas equipes têm acordos de exclusividade com a emissora concorrente para transmissão em TV fechada no SporTV.

De acordo com apuração do blog de Rizzo, alguns desses clubes estudam acionar a empresa norte-americana judicialmente caso transmita em TV fechada suas partidas sem ter contrato assinado.

A Globo já avisou que acionará a Justiça para impedir que isso aconteça, por entender que os contratos assinados têm que respeitar o que dizia a Lei Pelé antes da MP 984/2020 — que, inclusive, só tem validade até meados de outubro. Caso não seja votada pela Câmara, a regra anterior volta a valer.

O blog apurou também que a Globo pretende agradecer aos clubes que manifestaram apoio a sua demanda e que não cogita rescindir o contrato do Brasileiro, como fez no Campeonato Carioca depois de o Flamengo, com quem não tinha acordo, transmitir partidas após o retorno do torneio, em junho. O Rubro-Negro, por sinal, principal articulador da MP, não deve participar do movimento pró-Globo apesar de ter contrato exclusivo com a emissora para o Brasileiro.

Vídeos
Últimas notícias