Eliminatórias: Seleção chega ao Equador desfalcada por casos da Covid

Devido a casos da Covid, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) precisou convocar integrantes da Seleção Olímpica para as Eliminatórias

atualizado 24/01/2022 11:42

Tite Seleção BrasileiraLucas Figueiredo/CBF

Jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira começaram a se apresentar em Quito, no Equador, nesta segunda-feira (24/1), e devido a casos da Covid-19, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) precisou convocar integrantes da Seleção Olímpica para as Eliminatórias.

O coordenador da Seleção Juninho Paulista, o auxiliar técnico César Sampaio, o preparador físico Fabio Mahseredjian, o analista de desempenho Raony Thadeu e o assessor de comunicação Vinícius Rodrigues testaram positivo para a Covid-19 na semana passada. A entidade não informou se eles apresentam sintomas.

Desta forma, eles não viajaram para o Equador, onde o Brasil encara a equipe da casa pela 15ª rodada das Eliminatórias. O técnico André Jardine, que atuará como auxiliar de Tite, o preparador físico Marcos Seixas e o analista de desempenho Carlos Eduardo Bressane foram chamados para completar a comissão.

A CBF não informou se o trio seguirá reforçando a Seleção para o segundo jogo desta Data Fifa, contra o Paraguai, no dia 1º de fevereiro, no Mineirão, em Belo Horizonte. Ou se os integrantes da comissão com a Covid-19 estarão de volta ao grupo a tempo de integrarem o grupo para este duelo.

Everton Ribeiro e Gabigol, do Flamengo, foram os primeiros atletas a chegar ainda na noite desse domingo (23/1) e Weverton, do Palmeiras, se junta a eles nesta segunda. O elenco ficará completo na terça (25/1) e o jogo será quinta-feira (27/1), às 18h, horário de Brasília.

*Com informações da Agência Estado.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias