Diretor comercial do Chelsea é demitido por assédio sexual

Após duas semanas de sua nomeação, Damian Willoughby recebeu acusações de ter mandado mensagens inapropriadas para agente financeira

atualizado 21/09/2022 11:10

Jose Breton/Pics Action/NurPhoto via Getty Images

O diretor comercial do Chelsea, Damian Willoughby, foi demitido apenas duas semanas após sua nomeação, por acusações de assédio sexual e tuítes pornográficos.

Segundo o portal The Telegraph, a demissão aconteceu depois de Catalina Kim, agente financeira de futebol, ter fornecido “evidências de mensagens inapropriadas”. As provas mostram que Willoughby perguntou se Kim estava nua e introduziu sexo como assunto da conversa. Além disso, ele teria enviado um vídeo sexualmente explícito.

Kim também afirmou que o executivo sugeriu que marcaria uma reunião com o CEO do Manchester City, Ferran Soriano, se ela concordasse em ser “malcriada”. A agente informou Tom Glick, presidente de negócios do clube, sobre a conduta do homem antes de ele ser contratado como executivo sênior no início de setembro.

Ao Telegraph, os Blues confirmaram a rescisão de contrato “de efeito imediato”. “Embora as mensagens tenham sido enviadas antes de seu emprego no clube, esse comportamento é absolutamente contrário ao ambiente de trabalho e à cultura corporativa que está sendo estabelecida pelos novos proprietários do Chelsea”, afirmaram em nota.

Nas mensagens trocadas entre os dois, Catalina Kim rejeitou o homem inúmeras vezes e o relembrou que ele é casado. A agente não havia denunciado sua conduta anteriormente por esperar que não trabalhassem juntos em outra oportunidade.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias