De renegados a estrelas: conheça trajetórias de Vina e Claudinho, craques do Brasileirão

Defendendo Ceará e RB Bragantino, respectivamente, dupla vem infernizando as zagas adversárias e se destacando no campeonato

atualizado 27/01/2021 23:53

Bragantino vence o VascoEstadão Conteúdo / DIOGO REIS

Um já teve passagens por vários clubes do Brasil e nunca se firmou. O outro chegou cedo ao Corinthians, mas não teve oportunidades e rodou por times menores de São Paulo. Hoje, Vina e Claudinho deram a volta por cima e são os grandes destaques de seus times e da temporada 2020 do futebol nacional.

A dupla ajudou na ascensão do Ceará e do Bragantino no final da temporada e tem tudo para figurar na seleção de melhores jogadores do Campeonato Brasileiro 2020. Conheça um pouco mais desses dois jogadores que vêm brilhando no Brasileirão:

De cigano a craque do Ceará
Vinicius Goes foi uma das apostas do Ceará para o Campeonato Brasileiro. O time do Nordeste apostou, além dele, em nomes como Fernando Sobral e Cleber para montar um time forte para a disputa do certame nacional. Trouxe também o veterano Fernando Prass para ser a referência na experiência da equipe.

O time demorou a engrenar, mas os destaques individuais não demoraram a aparecer. E um certo Vina passou a ser a referência no meio de campo da equipe. Assim como Gabigol passou a querer ser chamado de Gabi, a mudança para o meia do Vozão só atraiu boas energias.

Aos 29 anos, Vina ressurgiu na carreira e hoje é um dos principais meias do Campeonato Brasileiro. O atacante tem 12 gols na competição, oito assistências em 25 jogos com a camisa do Ceará e é peça-chave no esquema do técnico Guto Ferreira. O Ceará ocupa a oitava posição, com 45 pontos, e sonha com uma vaga na Libertadores.

Vina tem um currículo extenso de clubes na carreira. O meia foi revelado na base do Paraná e já defendeu Fluminense, Bahia, Coritiba, Athletico-PR e por último Atlético-MG. O jogador defendeu o Galo no último Brasileirão antes de chegar ao Vozão.

Como não poderia ser diferente, as recentes atuações chamaram a atenção do exterior e de clubes como Flamengo, Palmeiras, Internacional e Grêmio. Mas o Corinthians é quem aparece na frente para contar com o futebol do jogador em 2021. Vina tem contrato com o Ceará até o final do ano.

Moeda de troca
Mesmo aos 24 anos, o atacante Claudinho também já rodou por vários clubes até se destacar no Bragantino. E um dos destaques do Brasileirão tem o passado ligado a um gigante do futebol brasileiro: Claudinho foi contratado pelo Corinthians, mas não foi aproveitado no Timão, chegando a ser  usado como moeda de troca em negociações.

Tudo começou em 2015. O jogador foi dispensado da base do Santos e ficou livre para acertar com outros clubes e o destino foi o alvinegro paulista. Porém, o jovem atacante não teve espaço no time paulista, onde ainda ficou por duas temporadas.

Em 2017, depois de empréstimos a clubes paulistas como Bragantino e Santo André, Claudinho chegou à Ponte Preta após ser envolvido em um negócio que levaria o atacante Clayson ao Corinthians. O atacante seguiu sem conseguir mostrar seu futebol e também foi emprestado pela Macaca.

Somente em 2019, já no Bragantino, que Claudinho conseguiu se destacar. O jogador foi um dos destaques do Bragantino na Série B do Brasileirão e o time, com um patrocinador forte, optou pela compra dos direitos federativos do atacante.

Hoje, o jogador que saiu do Corinthians como moeda de troca divide a artilharia do Brasileirão com Thiago Galhardo e Marinho, com 16 gols. Recentemente, o Bragantino aumentou o vínculo com Claudinho e seu contrato vai até 2024. Estima-se que a sua multa rescisória esteja na casa de R$ 70 milhões.

O time já recusou uma oferta do futebol árabe pelo jogador. Salzburg e Leipzig, filiais da Red Bull, assim como o Bragantino, estariam interessadas em contar com o jogador em 2021, além de times de ponta do futebol brasileiro.

As defesas de São Paulo, Vasco, Atlético-MG e de outros grandes clubes do cenário nacional já sofreram com o atacante. Na última rodada, Claudinho foi mais uma vez o nome de uma vitória do Bragantino. Dessa vez sobre o Corinthians em plena Neo Química Arena, em uma vingança pessoal contra o clube que não teve paciência com o futebol do jogador.

De moeda de troca a carrasco, o jovem atacante vem mostrando seu valor e tem tudo para ser eleito o craque do Brasileirão deste ano.

 

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias