CR7, MNM e Sheriff: surpresas e decepções das competições europeias

Manchester United e PSG decepcionaram em estreia, enquanto Sheriff, da Moldávia, venceu o primeiro jogo da história do país

atualizado 16/09/2021 23:54

ANP Sport via Getty Images

A temporada do futebol no Velho Continente começou para valer. Nesta semana, foi dado o pontapé inicial para as competições continentais. Em 2021-22, além das tradicionais Champios League e Europa League, a Conference League também receberá a atenção dos torcedores.

Já nos primeiros jogos dos campeonatos, alguns clubes decepcionaram e outros surpreenderam. Confira alguns desses momentos negativos e outros positivos.

Quem decepcionou…

trio MNM, formado por Messi, Neymar e Mbappé foi a grande decepção da rodada inicial da Champions League. Aguardado pela grande maioria dos torcedores, a escalação dos três foi um brinde para aqueles que tanto reclamaram quando Pochettino tirou o brasileiro para colocar o argentino contra o Amiens.

Porém, dos três, apenas Mbappé empolgou os torcedores. Foi dele a bela jogada que teminou com a assistência para o gol de Ander Herrera, o único do clube francês. O camisa sete sentiu e precisou ser substituído ainda no início do segundo tempo.

O resultado foi um chato 1×1, o que rendeu muitas críticas ao tridente ofensivo e levou o jornal “Le Parisien”, da França, a dar nota 4 para Neymar e 5 para Messi e Mbappé.

Cristiano Ronaldo em si, não decepcionou, mas o Manchester United e Solskjaer sim. O português deixou o dele, o terceiro em dois jogos pelo novo time.

Mas não foi o suficiente para garantir a vitória do time inglês e para que ele continuasse em campo. CR7 foi substituído aos 26 minutos do segundo tempo e viu do banco Pefok virar para o Young Boys nos segundos finais de jogo.

Após a partida, o técnico norueguês precisou explicar a alteração. “Ele (Cristiano Ronaldo) é excepcional, mas temos que cuidar dele e parecia o momento para tirá-lo”, falou na oportunidade.

Outro clube que decepcionou foi o Barcelona. Abertamente em crise, a qual fez Messi acertar com o PSG, o Barça mostrou que terá grandes dificuldades para chegar longe na Champions.

A derrota por 3×0 para o Bayern de Munique expôs os vários problemas dos espanhóis. O time de Lewandowski dominou as ações do jogo e poderia até ter balançado mais as redes.

Já pela Liga Europa, o Olympique de Marselha, de Jorge Sampaoli, também não conseguiu vencer. Mesmo gastando mais de 60 milhões de euros na atual temporada, dos quais quase metade do valor foi gasto em Gérson, ex-Flamengo, o clube francês parou no Lokomotiv Moscou fora de casa.

O turco Cengiz Under até colocou a equipe a frente no placar, mas Anjorin empatou aos 44 minutos do segundo tempo e fechou o placar em 1×1.

Não é surpresa para ninguém que o Tottenham, juntamente com a Roma, é amplo favorito ao título da Conference League, um “terceira divisão” do futebol do Velho Continente.

Se os italianos golearam o CSKA Sofia, da Bulgária, por 5×1, os ingleses só empataram com o Rennes fora de casa. O empate por 2×2 ainda contou com um gol contra marcado pelos franceses.

O resultado, apesar de ser o único de Kane e sua trupe, deixa as duas equipes empatadas na segunda e terceira colocação do grupo G, que tem o Vitesse como líder.

…quem surpreendeu

Talvez um dos grandes pontos da primeira rodada da Champions League foi a grande vitória do Sheriff, da Moldávia, sobre o “brasileiro” Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

O clube não foi somente o estreante daquele país no torneio, como também o primeiro a vencer. O feito aconteceu logo na primeira rodada. Adama Traoré e Momo Yansané marcaram os gols da vitória por 2×0.

A curiosidade ficou por conta do garçom do jogo: o brazuca Cristiano, lateral esquerdo ex-Volta Redonda. Foi dos pés dele que saíram os cruzamentos que terminaram com o balançar das redes.

Com a vitória, o Sheriff é líder do grupo D, que ainda conta com Real Madrid e Inter de Milão. Os espanhois venceram os italianos por 1×0.

Se o Manchester United decepcionou, foi porque o Young Boys, da Suíça, surpreendeu e foi uma das zebras da rodada. O time da terra do chocolate não só virou a partida, como dominou o segundo tempo: foram 69% de posse de bola, contra apenas 31 dos ingleses.

A equipe contou com Wan-Bissaka, que cometeu uma falta duríssima em Christopher Martins, expulso ainda aos 35 minutos da etapa inicial. Fato é que os donos da casa não se acanharam e foram para cima em busca do empate. Não só conseguiram, como foram premiados com o gol da virada já ao apagar das luzes, 2×1.

Menor força do grupo F, O Young Boy foi a única a vencer – Atalanta e Villarreal empataram em 2×2 – e lidera o conjunto.

Ajax surpreendeu o mundo na temporada 2018-19, quando ficou muito perto das semifinais. Mas a equipe não conseguiu manter o bom nível nos anos seguintes, quando caiu ainda na primeira fase da Champions.

Entretanto, esse ano começou bem diferente: com uma imponente goleada contra o Sporting, jogando em Portugal.

Sébastien Haller, o francês naturalizado marfinense, comandou a goleada por 5×1 com incríveis 4 gols. O brasileiro Antony também fez a sua parte, muito bem por sinal, e deu duas assistências.

Os holandeses lideram o grupo C, que ainda contou com a vitória do Borussia Dortmund sobre o Besiktas por 2×1.

Por fim, outro time que cumpriu muito bem o seu papel foi o Manchester City, favorito ao título da competição de clubes mais importante do mundo.

Os comandados de Pep Guardiola aproveitaram muito bem as chances e enfiaram meia dúzia de gols no RB Leipzig na vitória por 6×3 sobre os alemães.

Dos 16 chutes para o gol dos Citizens, oito foram para a meta e seis entraram. Um excelente início que superou todas as expectativas do time inglês.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias