Com muitos reservas, Internacional vence fácil o Atlético-GO em casa

Esta foi a terceira vitória do Colorado, o que o deixa com nove pontos e na briga pela liderança. O Dragão segue com quatro pontos

atualizado 19/08/2020 23:00

Internacional Thiago GalhardoRicardo Duarte/Internacional

Mesmo bastante modificado, com alguns garotos e outros reservas, o Internacional bateu o Atlético-GO por 3 x 0, nesta quarta-feira (19/8), no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de um primeiro tempo apático, o time gaúcho reagiu no segundo e chegou aos gols.

Esta foi a terceira vitória do Inter, o que o deixa com nove pontos e na briga pela liderança. O Atlético-GO segue com quatro pontos, apenas em posição intermediária na tabela de classificação.

A derrota para o Fluminense, por 2 x 1, no Maracanã, na rodada passada, reforçou a ideia do técnico Eduardo Codet em promover um revezamento para poupar seus jogadores. Tanto que mudou praticamente meio time para tentar vencer em casa.

O jogo

Entre as novidades, o volante Praxedes e o meia-atacante Peglow, de apenas 18 anos e que tem no currículo o título mundial Sub-17 pela seleção brasileira em 2019. Sem o atacante Paolo Guerrero, que sofreu lesão nos ligamentos e só volta em seis meses, Willian Pottker foi escalado no comando de ataque.

Mas do outro lado, o time goiano entrou em campo com o que o técnico Vagner Mancini tinha de melhor. E demonstrando uma facilidade muito grande para usar a velocidade nos contra-ataques. Assustou logo aos quatro minutos, quando Matheuzinho foi lançado nas costas da defesa e chutou por cobertura. Um golaço, porém, anulado pelo VAR que anotou um impedimento bastante difícil de ser visto sem o recurso do vídeo

O Inter respondeu aos 24 minutos com um chute por cobertura de Marcos Guilherme, após jogada individual de Peglow pelo lado esquerdo. Mas o goleiro Jean, com segurança, deu um tapinha e mandou a bola por cima do travessão.

Aos 28 minutos, aconteceu um lance curioso. O goleiro Marcelo Lomba saiu da área para aliviar a bola, mas ela bateu nas pernas de Hyuri e parecia caminhar em direção ao gol. Caprichosa, saiu devagar, beirando a trave. No minuto seguinte, Pottker arriscou de fora da área, mas Jean defendeu.

2ª etapa

O Inter voltou mais ligado no segundo tempo, deixando de lado a apatia inicial. Adiantou a marcação e após a pressão abriu o placar aos seis minutos com Musto. Ele desviou de cabeça na pequena área após o escanteio cobrado por Peglow. Foi intensa a comemoração do argentino de 33 anos após seu primeiro gol com a camisa colorada.

Uma infantilidade de Pottker quase mudou o cenário do jogo aos 11 minutos. Ele deu um tapa no rosto de Edson, após discussão entre alguns jogadores devido uma falta de Everton Felipe sobre Praxedes. Imediatamente, Coudet fez duas trocas, colocando os experientes Thiago Galhardo e Edenilson, respectivamente, nos lugares dos garotos Peglow e Praxedes.

O Inter, no entanto, manteve o ritmo forte e a marcação avançada Como prêmio, ampliou o placar aos 23 minutos. Em um contra-ataque, até então arma do adversário, Patrick entrou na área, deu dois cortes no seu marcador e um leve toque por cobertura. A bola tocou no travessão e o rebote caiu nos pés de Thiago Galhardo, que bateu de virada para fazer 2 x 0.

A partir daí, aconteceu o esperado. O Inter recuou, valorizou a posse de bola diante de um adversário sem força para reagir. Tanto que não exigiu nenhuma grande defesa de Marcelo Lomba. No final, ainda deu tempo para marcar o terceiro gol. Jean atropelou Thiago Galhardo e cometeu pênalti. Na cobrança, o próprio Galhardo bateu forte e no alto para carimbar a vitória.

O Inter volta a campo ao Beira-Rio no sábado (22/8), às 19h, diante do Athletico-PR pela quinta rodada. O Atlético-GO também joga sábado, porém, em Goiânia, na Serrinha, diante do rival Goiás a partir das 21h.

Vídeos
Últimas notícias