*
 

Classificado para as semifinais da Taça Guanabara – o adversário será o Botafogo –, o Flamengo “visitou” o Nova Iguaçu, na tarde deste domingo (4/2), no Estádio Mané Garrincha. Com alguns titulares em campo, como Juan, Diego e Everton, que estrearam na temporada, o rubro-negro venceu por 1 a 0, com gol marcado pelo zagueiro Rhodolfo.

O Flamengo vinha de um empate sem gols com o Vasco, também pelo Campeonato Carioca. Graças à venda do mando de campo por parte do Nova Iguaçu, o clube comandado por Paulo César Carpegiani disputou a última partida da fase de grupos em Brasília e se isolou ainda mais no Grupo B, com 13 pontos.

Invicto no Carioca, o técnico Paulo César Carpegiani aproveitou o encontro em Brasília para dar ritmo a alguns titulares. O rubro-negro estreia na Libertadores no próximo dia 28, contra o River Plate, no Rio.

Carpegiani não pôde contar com Willian Arão e Réver. Felipe Vizeu, prestes a ser anunciado como reforço da Udinese, também não veio a Brasília. A expectativa pela estreia de Henrique Dourado não se concretizou — o atacante não foi relacionado.

Mesmo assim, o Flamengo entrou em um ritmo acelerado e, aparentemente, entrosado, com 60% de posse de bola no primeiro tempo. Incontáveis foram os chutes que o goleiro Jefferson precisou bloquear. Faltou, portanto, pontaria ao ataque da Gávea.

Por outro lado, o Nova Iguaçu, mesmo com a obrigação de vencer para tentar se classificar às semifinais da Taça Guanabara, chegou a Brasília pouco a fim de atacar. Poucas foram as chances do time de branco e laranja.

Contestado e carregado de erros em cruzamentos e finalizações, o lateral-direito Pará foi substituído por Rodinei no intervalo. Coincidência ou não, o ritmo diminuiu. O Nova Iguaçu passou a rondar mais a área flamenguista.

A entrada do jovem Vinícius Júnior, já vendido ao Real Madrid, reacendeu os torcedores. Até o locutor do estádio se empolgou ao anunciar a troca com o atacante Lincoln. O desânimo voltou às arquibancadas pouco depois.

Erros das duas partes prevaleceram nos 45 minutos finais. O vento frio e o céu nublado contribuíram para o marasmo. Carpegiani ainda tentou uma última cartada, com a entrada do colombiano Marlos no lugar de Diego. A alteração não fez muita diferença, e a impaciência das arquibancadas ficou evidente.

O Nova Iguaçu ainda teve Vinícius Matheus expulso por toque de mão na bola, aos 35 minutos.O Flamengo só soube aproveitar a superioridade numérica até os 48 minutos do segundo tempo, quando Rhodolfo acertou um chute de muito longe, sem reação do goleiro Jefferson.

Antes do apito final, o zagueiro fez reverência aos brasilienses presentes ao Mané.

Invasões
Ao fim do jogo, mais de 10 torcedores invadiram o gramado do Mané Garrincha para tentar tirar uma foto ou uma camisa dos jogadores do Flamengo. Alguns foram atendidos pelos atletas, mas outros acabaram impedidos por seguranças. Um deles, inclusive, tentou agredir os profissionais, mas acabou contido.

.