Com Cavani expulso, Brasil consegue vitória tranquila sobre o Uruguai

Com duas seleções aplicadas defensivamente, oportunidades foram escassas; Arthur e Richarlison garantiram a vitória da Canarinho

atualizado 17/11/2020 21:54

Raúl Martínez-Pool/Getty Images

A Seleção Brasileira segue 100% nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 no Catar. Nesta terça (17/11), o Brasil não precisou estar muito inspirado para vencer o Uruguai por 2 x 0 em Montevidéu. Os gols foram marcados por Arthur e Richarlison em um jogo bastante truncado, com duas seleções aplicadas defensivamente e que não permitiram grande número de oportunidades.

Com o resultado positivo, o Brasil termina o atípico ano de 2020 invicto, com quatro vitórias em quatro jogos. Além disso, a Seleção igualou seu melhor início de campanha em Eliminatórias desde 1969, quando lutava por vaga no Mundial do México.

Outra marca notável atingida pela Seleção nesta terça é a de 20 anos sem perder para o Uruguai. A última derrota aconteceu em 2001, na estreia de Felipão nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002, na Coreia e no Japão. Naquela ocasião, o Brasil perdeu por 1 x 0, também no Estádio Centenário de Montevidéu.

1º tempo

Apesar das dificuldades iniciais, com o Uruguai criando diversas oportunidades de perigo e contando com boa movimentação e pressão de seus atacantes, foi o Brasil que abriu o placar do duelo. Aos 35 minutos, após boa jogada pela direita, Gabriel Jesus foi lançado na área e e escorou para trás. Arthur chegou e bateu colocado, no canto do goleiro Campaña.

Aos 44, o Brasil ampliou. Após escanteio curto, Renan Lodi levantou de primeira e Richarlison apareceu no meio da área, em meio a três zagueiros uruguaios para desviar e marcar o segundo da Seleção na partida.

2º tempo

Assim como aconteceu no 1º tempo, foi o Uruguai que criou as melhores oportunidades no começo da etapa complementar. Porém, o Brasil não se intimidou e também se lançou ao ataque, fabricando suas próprias chances pelas laterais.

Com o tempo passando, o jogo ficou emperrado, com nenhuma das seleções conseguindo furar a defesa adversária. Em desvantagem no placar, a missão uruguaia ficou ainda mais difícil aos 25. Cavani pisou no tornozelo de Richarlison e foi expulso.

Logo depois da exclusão de Cavani de campo, o Uruguai chegou a abrir o placar após cobrança de escanteio que foi desviada por Cáceres. No entanto, o VAR foi checado e o impedimento foi marcado.

Vídeos
Últimas notícias