Chay faz hat-trick e livra Botafogo da derrota para o Cruzeiro

O atacante do Botafogo fez dois gols de pênalti, sendo o último aos 47 minutos do segundo tempo

atualizado 10/07/2021 20:15

Vítor Silva/ BFR

Marcelo Moreno fez dois gols na tarde deste sábado, mas Chay estava mais inspirado e, com hat-trick (três gols), garantiu o empate do Botafogo, por 3 x 3, contra o Cruzeiro no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, na abertura da 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O atacante do Botafogo fez dois gols de pênalti, sendo o último aos 47 minutos do segundo tempo. Pouco antes, Marcelo Moreno havia virado o placar para o Cruzeiro. O resultado, porém, em nada ajudou os rivais. O Botafogo fica com 13 pontos, enquanto o Cruzeiro tem 11.

Os dois rivais criaram boas chances no primeiro tempo. Marcinho arriscou e fez Diego Loureiro trabalhar logo no primeiro minuto de jogo. A resposta do Botafogo foi aos 3 minutos em petardo de Rafael Navarro, que Fábio espalmou. O Botafogo foi para cima. Diego meteu entre as pernas de Cáceres e foi derrubado por Léo Santos.

Na cobrança de pênalti, aos 8 minutos, Chay deslocou Fábio e abriu o marcador para os cariocas. Aos 24 minutos, Navarro tentou tirar e quase fez gol contra. A bola bateu na trave. Antes do intervalo, Diego Loureiro salvou o Botafogo em chutaço de Giovanni que desviou em Kanu e depois em nova finalização de Giovanni.

No segundo tempo, Bruno José cruzou e Gilvan fez gol contra aos 8 minutos. Tudo igual. Dois minutos depois, o técnico Mozart Santos, do Cruzeiro, foi expulso por reclamação.

O Botafogo não se intimidou e aos 15 minutos, Daniel Borges meteu na área, a bola ficou com Chay que marcou seu segundo gol no jogo. Seis minutos depois, Kanu colocou a mão na bola. Na cobrança do pênalti, Diego Loureiro defendeu o chute de Marcelo Moreno, mas o boliviano pegou o rebote e voltou a empatar.

O substituto de Rafael Sobis se animou e garantiu a virada mineira. Wellington Nem foi lançado, mas Diego Loureiro conseguiu o abafa. A bola sobrou para Marcelo Moreno que bateu de primeira e fez o terceiro gol do Cruzeiro, o segundo dele.

O Botafogo ainda tentou o empate aos 43 minutos, mas Fábio fez grande defesa de Marco Antônio que bateu na saída do goleiro. Aos 47, não teve jeito. Marco Antônio foi derrubado na área. Na cobrança, Chay bateu no alto, fez seu hat-trick e garantiu o empate carioca.

Na 12ª rodada, o Botafogo visitará o Brusque no sábado (17), às 19 horas, no estádio Augusto Bauer. No mesmo dia, mas às 16h30, o Cruzeiro receberá o Avaí no Mineirão, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3 X 3 CRUZEIRO

BOTAFOGO – Diego Loureiro; Daniel Borges (Rafael Carioca), Kanu, Gilvan e Guilherme Santos (Warley); Barreto (Matheus Frizzo), Pedro Castro, Diego Gonçalves e Felipe Ferreira (Marco Antônio); Chay e Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Marcelo Chamusca

CRUZEIRO – Fábio; Raúl Cáceres (Norberto), Ramon, Léo Santos (Rhodolfo) e Jean; Nonoca (Flávio), Giovanni e Marcinho; Bruno José, Rafael Sobis (Marcelo Moreno) e Airton (Wellington Nem). Técnico: Mozart Santos.

GOLS – Chay (pênalti), aos 8 minutos, do primeiro tempo. Gilvan (contra), aos 8 minutos, Chay, aos 15 e aos 47 (pênalti) minutos, Marcelo Moreno, aos 21 minutos e aos 24 minutos, do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕES AMARELOS – Marcelo Chamusca, Barreto e Gilvan (BOTAFOGO); Léo Santos, Bruno José, Giovanni e Marcelo Moreno (CRUZEIRO).

CARTÃO VERMELHO – Mozart Santos (CRUZEIRO).

LOCAL – Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Vídeos
Últimas notícias