Buscando 8º título, Brasil encara Colômbia na final da Copa América

Jogando na casa do rival, a Seleção Brasileira entra em campo com vagas garantidas na Copa do Mundo e nas Olimpíadas de Paris em 2024

atualizado 29/07/2022 23:03

Seleção Brasileira feminina Gabriel Aponte/Getty Images

A Seleção Brasileira feminina entra em campo, neste sábado (30/7), para decidir o título da Copa América em duelo com a Colômbia. A seleção rival estará jogando em casa, mas as brasileiras contam com um histórico favorável, uma vez que já possuem sete taças da competição.

Em uma campanha invicta até o momento, o Brasil assegurou um calendário cheio para o novo ciclo de competições. A vaga na final veio acompanhada da classificação para a Copa do Mundo de 2023, na Nova Zelândia e Austrália, e para as Olimpíadas de 2024, em Paris.

Em busca de evolução

A Seleção tem boas chances quando as finalizações são observadas. O número de oportunidades contra os rivais sul-americanos é maior. Na semifinal, o Brasil teve 23 tentativas. Do total, oito foram em direção ao gol e 10 para fora.

Entretanto, no cenário mundial, as finalizações podem ser mais complicadas. Com menos oportunidades claras, a efetividade do ataque precisa ser maior. “A gente evoluiu bastante no sentido de seguir o plano de jogo. A gente está conseguindo criar entrosamento. Mas a gente pode melhorar na finalização, a gente cria bastante, mas a gente só precisa colocar a bola lá dentro”, reconhece a meia Angelina.

Por outro lado, a equipe brasileira alcançou um bom entrosamento e agora pode contar com mudanças decisivas vindo do banco, como é o caso de Duda Sampaio. As atletas, que trazem novos ares dentro de campo, mostram que o trabalho da técnica Pia Sundhage vem trazendo efeitos.

Boa defesa x Precisão na finalização

A necessidade de uma boa finalização fica ainda mais evidente quando a defesa é observada: o Brasil não levou nenhum gol até esta etapa da competição.

De acordo com Sundhage, o jogo contra o Paraguai escancarou as escolhas das brasileiras no momento de tentar balançar as redes do gol adversário. “Claro que vamos treinar as mesmas situações e incentivar para que ganhem confiança. Tenho certeza que vamos nos preparar bem para esse tipo de situação”, garantiu a comandante.

Duda Sampaio, peça importante nas substituições de Pia, afirmou que as orientações da sueca fizeram a diferença. “Acredito que é treino. […] Por vezes tem muitas oportunidades e outras vezes apenas uma. Temos que aproveitar ainda mais agora que é final. A gente sabe que é jogo difícil. É muito importante se tiver alguma oportunidade finalizar bem, fazer o gol para sermos campeãs”, disse ela.

O Brasil encara a Colômbia neste sábado, às 21h, no Estádio Alfonso López. A transmissão do jogo será feita pelo SporTV e SBT.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias