Brasiliense empata com o Nova Venécia e está eliminado da Série D

Apesar da pressão do Jacaré, o confronto acabou em 1 x 1. Hernane Brocador anotou para o Brasiliense e Odilávio fez para os visitantes

atualizado 31/07/2022 19:07

Hugo Barreto/Metrópoles

Na tarde deste domingo (31/7), o Brasiliense Futebol Clube enfrentou o Nova Venécia, no Abadião, e acabou sendo eliminado da Série D ao empatar em 1 x 1 com a equipe capixaba. Os dois gols da partida foram marcados por cobranças de pênalti. Hernane Brocador anotou para o Jacaré e Odilávio fez para os visitantes.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0
O jogo

Com a vantagem, a postura do Nova Venécia era toda defensiva, esperando o Brasiliense, que chegou logo com dois minutos de bola rolando. Zotti levantou a bola para a área e Hernane Brocador cabeceou para fora. Os capixabas só ameaçaram aos 10 minutos de jogo. Emerson Martins, dentro da área, dominou e bateu com efeito pelo lado esquerdo do gol.

Se segurando na defesa, a equipe visitante dificultava o jogo do Brasiliense, que passou a usar a bola parada como o principal recurso para chegar ao gol. Aos 26’, Tarta cobrou escanteio na cabeça de Aldo, que testou para fora. Dois minutos depois, Tarta arriscou de fora e Paulo Henrique jogou para escanteio. Na cobrança, Aldo desviou para fora travando com a defesa.

A reta final do primeiro tempo foi toda dominada pelo Jacaré. Aos 35’, Zotti levantou a bola e Keynan cabeceou para fora. No minuto seguinte, Andrezinho arriscou de fora a mandou por cima da meta.

Com 41 minutos, Aldo testou no canto e a bola saiu rente a trave. Aos 45’, Tarta cobrou uma falta frontal que assustou os poucos torcedores capixabas presentes no Abadião. No último lance da primeira etapa, Tarta limpou dois marcadores com um drible a bateu rasteiro pelo lado direito da linha de fundo.

Segundo tempo

O ímpeto ofensivo do Jacaré não mudou na segunda etapa. Com um minuto de jogo, Hernane Brocador recebeu dentro da área e cabeceou mal. Aos sete minutos, Andrezinho levantou para Romarinho, que foi derrubado por Jairo dentro da área. Pênalti marcado e Hernane Brocador foi para a bola. O atacante deslocou Paulo Henrique na batida e abriu o placar.

O time amarelo era todo pressão, mas não conseguia aproveitar as boas chances criadas. Aos 16’, Hernane Brocador saiu cara a cara com o goleiro e bateu mascado pelo lado direito. Dois minutos mais tarde, Cabralzinho viu Paulo Henrique adiantado e tentou cobrir, mas a bola saiu rente ao travessão.

O Jacaré não deixava o adversário respirar e acumulava chances desperdiçadas. Aos 23 minutos, Tarta cruzou para Keynan cabecear e parar na defesa de Paulo Henrique. Com 31 jogados, Tarta bateu uma falta cruzada que bateu na rede pelo lado de fora. Logo depois, Daniel Alagoano bateu de fora, Max desviou contra e o goleiro do Nova Venécia caiu para fazer a defesa.

Na única chegada do Nova Venécia na segunda etapa, a equipe chegou ao empate. Aos 34’, Dodô foi derrubado por Keynan dentro da área e a penalidade foi assinalada. Odilávio foi para a cobrança e marcou.

O Brasiliense ainda teve quatro chances de sair com a vitória. Aos 34’, Marcão ajeitou para Cabralzinho, que sozinho carimbou a trave. Aos 39’, Tarta chutou de fora e o goleiro pegou. No lance seguinte, Keynan bateu de puxeta cobrindo o goleiro e Tavares tirou em cima da linha. Com 46 jogados, Romarinho bateu colocado e Paulo Henrique pegou.

Confusão

Nos minutos finais, a torcida invadiu o campo agredindo os jogadores e o árbitro, e entrou em confronto com o policiamento, protagonizando cenas lamentáveis no Abadião. O árbitro, então, encerrou a partida.

BRASILIENSE 1 X 1 NOVA VENÉCIA

Série D – segunda fase – jogo de volta

31/07/2022, 15h30 – Estádio Abadião, Ceilândia-DF

Árbitro: Marcos Mateus Pereira-MS

A1: Marcos dos Santos Brito-MS

A2: Ruy César Lavarda Ferreira-MS

4º árbitro: Davi de Oliveira Lacerda-ES

BRASILIENSE

Arthur; Andrezinho, Badhuga, Keynan e Aloísio; Aldo (Matheus Barboza), Tarta e Zotti (Romarinho); Tobinha (Daniel Alagoano), Luquinhas (Cabralzinho) e Hernane Brocador (Marcão)

Técnico: Celso Teixeira

Gols: Hernane Brocador (11’ 2T, pênalti)

Cartões amarelos: Luquinhas, Celso Teixeira, Aldo, Badhuga

NOVA VENÉCIA

Paulo Henrique; Jairo, Max, Rhamon Mexicano (Tavares) e Maicon; Emerson Martins, Diego Souza, Matheus Lira e Dodô; Arthur e Caio Monteiro

Técnico: Cássio Barros

Gols: Odilávio (35’ 2T, pênalti)

Cartões amarelos: Matheus Lira, Paulo Henrique, Rhamon Mexicano, Junior Ramos

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias