*
 

Mesmo sem disputar uma partida desde junho, quando disputou amistosos contra Argentina e Austrália, o Brasil reassumiu a liderança do ranking da Fifa, atualizado nesta quinta-feira (10/8) pela entidade que comanda o futebol. A Seleção chegou aos 1.604 pontos e ultrapassou a Alemanha, que caiu para o segundo lugar, com 1.549, apesar de o país europeu ter conquistado, também em junho, o título da Copa das Confederações, na Rússia.

Líderes na atualização anterior da listagem, os alemães caíram para o segundo lugar. Eles perderam 60 pontos por causa do critério que prevê a redução da pontuação causada pela diminuição de peso de resultados conquistados em anos anteriores.

A Alemanha, no caso, teve descontados os pontos que somou em julho de 2016 pela conquista da terceira posição da Eurocopa sediada pela França. Campeão da competição, Portugal, por sua vez, caiu da quarta para a sexta posição em razão do descarte dos pontos somados com aquele título inédito para o país.

Já os franceses, que amargaram o vice-campeonato continental em casa naquela ocasião, desceram do nono para o décimo lugar nesta quinta-feira.

O Brasil, garantido na Copa do Mundo de 2018 com quatro rodadas de antecipação para o fim das Eliminatórias Sul-Americanas, voltou a ocupar a liderança do ranking no mesmo dia em que o técnico Tite convocou a Seleção para os duelos diante do Equador, no próximo dia 31, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, e Colômbia, em 5 de setembro, em Barranquilla, válidos pelo qualificatório para o Mundial da Rússia.

A Argentina, que ocupa apenas a quinta posição das Eliminatórias, se manteve no terceiro posto do ranking da Fifa, com 1.399 pontos, e agora passou a ter logo atrás dela a Suíça e a Polônia, novas respectivas quarta e quinta colocadas. Estes dois países foram beneficiados pela queda de Portugal ao sexto lugar.

A quarta posição, por sinal, é a segunda melhor já atingida pelos suíços desde a criação do ranking da Fifa, em 1993, quando foram colocado em terceiro lugar na primeira divulgação da listagem, em 8 de agosto daquele ano. Já a Polônia alcançou nesta quinta-feira a sua melhor posição na história deste ranking. Por outro lado, a ex-líder Bélgica subiu da décima para a nona posição com a queda dos franceses.

A disputa da Copa Ouro da Concacaf, realizada no mês passado, também ocasionou algumas mudanças relevantes no ranking da Fifa. Surpreendente vice-campeã do torneio continental, a Jamaica galgou 19 postos por causa de sua campanha e alcançou o 57º lugar. Já os Estados Unidos, que ficaram com o título da competição, subiram nove posições e agora figuram em 26º no geral.

Costa Rica e México, semifinalistas da Copa Ouro, também tiveram ascensões confirmadas nesta quinta. Os costa-riquenhos subiram cinco posições e estão agora em 21º lugar, enquanto os mexicanos galgaram duas e estão em 14º.

Novamente contando com o Brasil como o seu líder, o ranking da Fifa tem a sua próxima atualização marcada para 14 de setembro.

Confira os 20 primeiros colocados do ranking da Fifa:

1º: Brasil – 1.604 pontos
2º: Alemanha – 1.549
3º: Argentina – 1.399
4º: Suíça – 1.329
5º: Polônia – 1.319
6º: Portugal – 1.267
7º: Chile – 1.250
8º: Colômbia – 1.208
9º: Bélgica – 1.194
10º: França – 1.157
11º: Espanha – 1.114
12º: Itália – 1.059
13º: Inglaterra – 1.051
14º: México – 1.046
15º: Peru – 1.023
16º: Croácia – 1.007
17º: Uruguai – 995
18º: País de Gales – 951
19º: Suécia – 933
20º: Islândia – 927

 

 

COMENTE

AlemanharankingSeleção BrasileiraFifa
comunicar erro à redação

Leia mais: Futebol