Brasil leva susto, mas vira no segundo tempo e vence a Venezuela

Seleção tomou o primeiro gol ainda na primeira etapa, mas se recuperou e virou o marcador nos últimos 45 minutos.

atualizado 07/10/2021 22:35

Lucas Figueiredo/CBF

Procura-se adversário na América do Sul. A vítima da vez foi a Venezuela, que até chegou a assustar, mas não conseguiu segurar o resultado. Com um jogo sólido no segundo tempo, o Brasil fez 3×1 e ampliou a sua vantagem na liderança das eliminatórias, já que a Argentina empatou o seu compromisso.

Os lanternas da competição abriram o placar com Ramírez, ainda no primeiro tempo, e o líder virou com Marquinhos, Gabigol, de pênalti, e Antony, já nos minutos finais de jogo.

Primeiro tempo

O jogo começou como se esperava, com o Brasil indo para cima e buscando abrir o placar. Tanto que, logo aos seis minutos, Gabigol teve a chance de balançar a rede. Em passe de Paquetá, o atacante do Flamengo chutou de fora da área, mas a bola passou perto.

Parecia que o Brasil não teria vida tão complicada contra um adversário para quem nunca perdeu. Porém, aos 10 minutos, veio o balde de água fria. Soteldo, ex-jogador do Santos, cruzou de perna esquerda, Fabinho e Marquinhos escorregaram e Eric Ramírez, livre, colocou a bola no fundo das redes.

A Seleção até teve a chance de empatar sete minutos depois, com Gabriel Jesus. Após jogada de Danilo, Paquetá para o gol, a bola desviou e ficou oferecida para o camisa nove. De dentro da área, o atacante chutou para fora. Sorte dele que o bandeirinha marcou impedimento.

Aos 21, outra grande chance perdida. Paquetá, melhor em campo pelo lado brasileiro até aqui, tocou para Everton Ribeiro dentro da área. Ele tentou o passe para Gabigol, mas a bola desviou na marcação e acertou o travessão do goleiro Graterol.

Mesmo dominando as ações, a última oportunidade do primeiro tempo foi da Venezuela. Peñaranda ficou com a sobra, após uma finalização de Ramirez, e obrigou Alisson a fazer boa defesa.

Segundo tempo

A etapa final começou como terminou a primeira. O Líder das eliminatórias ia para cima em busca do empate, enquanto os lanternas apenas se defendiam. Aos 11 minutos, Thiago Silva chegou a marcar, mas ele estava em posição irregular.

Com 60% de posse de bola, o Brasil chegou ao empate aos 25 minutos. Raphinha, que faz a sua estreia com a seleção amarela, cruzou escanteio e Marquinhos cabeceou para o fundo das redes.

O jogador do Leeds, inclusive, quase virou o jogo. Aos 30, ele fez boa jogada, mas Graterol fez a defesa e jogou a bola para escanteio.

O alívio veio somente aos 35 minutos. Após uma finalização fraca de Vini Jr., o goleiro da Venezuela bateu roupa e a bola ia sobrando para Gabigol. Porém, o camisa 21 foi derrubado dentro da área. Após o VAR, o árbitro marcou pênalti para o Brasil. O atacante do Fla foi para a bola e virou o marcador.

A partir daí, o Brasil administrou o resultado e até marcou mais um. Antony, aos 50, aproveitou o cruzamento de Raphinha e escorou para o fundo das redes para fechar o placar em 3×1.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Vídeos
Últimas notícias