Barcelona denunciará jornalista que chamou Ansu Fati de “camelô negro”

De acordo com informações do jornal Sport, o clube catalão não aceita apenas um pedido de desculpas e acusará o colunista de racismo

atualizado 22/10/2020 10:19

Ansu Fati com a camisa do BarcelonaAlex Caparros/Getty Images

Aos 17 anos, Ansu Fati entrou para a história do Barcelona ao se tornar o primeiro jogador com menos de 18 anos a marcar dois gols na Liga dos Campeões. A atuação destacada na última quarta-feira (21/10) rendeu elogios na imprensa espanhola, mas o jornalista Salvador Sostres, do jornal espanhol ABC, “escorregou” nas palavras. Ele comparou o jovem a um “ambulante negro”.

Após tomar conhecimento do texto, o Barcelona, de acordo com o jornal Sport, está decidido a apresentar denúncia de racismo contra Sostres. “Ansu correndo tem algo de gazela, de um camelô jovem e negro que, de repente, seria visto correndo pelo Paseo de Gracia (região de Barcelona) quando alguém grita: ‘Água, água!’, anunciando que a Guarda Urbana chegou”, escreveu o jornalista.

Sostres chegou a se desculpar minutos depois da repercussão negativa sobre seu texto. De acordo com ele, o intuito era elogiar os movimentos de Ansu Fati. “Na crônica do Barça sobre a partida contra o Ferencvaros, no desejo de elogiar a beleza dos movimentos de Ansu, e sua classe de jogador muito jovem, algumas expressões foram tomadas como um desprezo racista. Nada mais longe da minha intenção, nem da minha opinião, muito favorável ao jogador como tenho expresso em todos os meus relatórios desde que ele estreou. Lamento profundamente o mal-entendido e peço desculpas a quem possa ter ficado ofendido”, afirmou Sostres.

Vídeos
Últimas notícias