*
 

A Associação Uruguaia de Futebol (AUF) emitiu novo boletim médico sobre o atacante Edinson Cavani. A entidade informou que ele segue tratamento de fisioterapia, sem previsão para voltar aos gramados. A novidade foi a divulgação do laudo, com detalhes sobre o grau da lesão do jogador. De acordo com a conclusão dos exames, Cavani teve diagnosticado um pequeno edema na panturrilha esquerda. O tamanho da lesão é de 48x29x17 milímetros.

O laudo, de acordo com a AUF, foi encaminhado ao corpo médico da Fifa e também ao departamento médico do Paris Saint-Germain, clube onde o jogador atua. Nesta terça-feira (6/7), Cavani realizou tratamento no local e ficou fora da atividade com o restante do grupo na cidade de Nijni Novgorod.

O centroavante corre contra o tempo para estar em campo no confronto de quartas de final contra a França, na sexta-feira, às 11h. A boa notícia para o jogador é que não houve rompimento de fibras musculares, por isso ainda há a esperança de estar na partida.

Enquanto ele fez trabalho de fisioterapia, os demais 22 jogadores do Uruguai foram ao gramado do Centro Esportivo de Borsky para participar de atividades leves comandadas pelo técnico Óscar Tabárez.

Contusão
Cavani se machucou durante a melhor partida dele na Copa do Mundo, pelas oitavas de final do torneio. O uruguaio marcou os dois gols da vitória do Uruguai sobre Portugal, por 2 x 1, no sábado, em Sochi. No entanto, o problema muscular obrigou Tabárez a tirá-lo de campo aos 29 minutos do segundo tempo.

Substituto de Cavani durante o jogo contra Portugal, Cristhian Stuani surge como favorito para iniciar o duelo contra a França se o titular não estiver disponível. Além de Luis Suárez, o outro atacante do elenco do Uruguai é Maxi Gómez, que esteve em campo durante apenas um minuto do Mundial até o momento. (Com informações da Agência Estado)