Apresentação de Braithwaite é ofuscada por bombardeio à diretoria

Levantamento do jornal Marca apontou oito perguntas envolvendo problemas recentes e apenas duas sobre reforço dinamarquês

Twitter/Reprodução

atualizado 20/02/2020 21:47

A apresentação do dinamarquês Braithwaite, nesta quinta-feira (20/02/2020), no Barcelona, não saiu exatamente como o esperado. Isso porque o atleta de 28 anos não foi o principal assunto da entrevista coletiva que marcou o primeiro evento oficial do atacante como jogador do clube blaugrana. Os problemas recentes envolvendo a diretoria do time culé foram prato cheio para a imprensa, que direcionou oito perguntas para as questões internas da equipe, diante de apenas duas do novo atleta, segundo levantamento do jornal espanhol Marca.

A entrevista coletiva contou com a presença de nomes importantes para o Barcelona, como o presidente Josep Maria Bartomeu e o secretário-técnico, o francês Eric Abidal. A rádio espanhola Cadena Ser revelou que o clube teria contratado empresas de monitoramento de redes sociais para, com perfis falsos, criticar jogadores blaugranas. Em meio ao bombardeio, Bartomeu chegou a perder a paciência e direcionar o assunto da coletiva.

“Já disse e volto a explicar, o clube está passando por uma investigação interna e, caso haja alguma notícia, os convocarei e vamos anunciar. Hoje, a notícia é a apresentação de Braithwaite, não”, indagou o mandatário.

Criticado por ninguém menos que Lionel Messi, que acusou o dirigente de tê-lo atacado em entrevista à imprensa espanhola, Abidal tratou de por panos quentes na situação e preferiu apenas dizer que as questões com o argentino serão “resolvidas internamente”.

“Se há alguma coisa que sei é que aprendi muitas coisas em poucos dias. E que os temas internos, temos que consertá-los internamente. E o futuro dirá qual o resultado”.

O atacante Braithwaite, que se tornou secundário na própria apresentação, não se envolveu em novas polêmicas. O dinamarquês afirmou que a fé de jogar futebol no mais alto nível serviu como motivação na carreira.

“Me surpreendeu no momento. Durante muitos anos era uma coisa que eu sonhava e queria, poder jogar nesse nível. Sempre pensei que se você se esforça e tem fé em Deus, tudo acontece. A fé move montanhas”, frisou.

Últimas notícias