Alisson segura pressão, mas Argentina vence Brasil por 1 x 0

Messi voltou à seleção após uma suspensão de três meses por ter reclamado da arbitragem durante a Copa América e fez o gol da vitória

atualizado 15/11/2019 15:58

Reprodução/Twitter

A Seleção Brasileira teve a oportunidade de abrir o placar do amistoso contra a Argentina aos 8 minutos de jogo e Gabriel Jesus desperdiçou jogando para fora. Quando foi a vez dos hermanos, Alisson defendeu a cobrança de Messi, mas o camisa 10 aproveitou o rebote e colocou os hermanos na frente no marcador. Os argentinos seguiram pressionando durante toda a partida e a diferença só não foi mais ampla graças a Alisson, o destaque do Brasil.

Desde o título da Copa América foram cinco amistosos disputados, 3 empates (diante da Colômbia, Senegal e Nigéria) e duas derrotas (contra Peru e Argentina). O próximo será na terça-feira (19/11/2019), às 10h30, contra a equipe da Coreia do Sul.

Saiu a escalação da #SeleçãoBrasileira para duelo contra a Argentina!

??x?? – 14h
? – TV Globo#JogaBola #GigantesPorNatureza pic.twitter.com/o8oheNlnde

— CBF Futebol (@CBF_Futebol) November 15, 2019

O jogo
Já na marca dos 8 minutos, o juiz da Nova Zelândia Matthew Conger apitou pênalti a favor do Brasil. Gabriel Jesus recebeu passe de Firmino dentro da área, driblou Pezzella, mas o zagueiro caído esticou demais a perna e acabou derrubando o camisa 9. O próprio pediu a bola, mas desperdiçou a chance de abrir o placar para a Seleção, mandando a bola para a linha de fundo. Ele viu o goleiro pulando para o lado esquerdo, tentou guardar no direito, mas tirou demais da meta.

Na sequência, aos 11 minutos, Messi avançou pela direita, marcado por Alex Sandro, entrou na área e o brasileiro fez a falta. No pênalti argentino, o camisa 10 pegou a bola, Alisson defendeu a cobrança no seu canto direito, mas no rebote Lionel estufou a rede, 1 x 0. Aos 28, Willian fez boa jogada pela esquerda, cruzou para Firmino e o atacante do Liverpool fez a parede para Paquetá. O ex-Flamengo finalizou de primeira, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 30 minutos, uma bola mal tirada por Militão caiu nos pés de Messi. O craque escolheu o canto e tentou chegar ao gol de Alisson, mas o zagueiro do Real Madrid ficou na frente e conseguiu fazer corte completo desta vez. Quatro minutos seguintes, o Brasil desperdiçou uma jogada promissora pela direita. Danilo recebeu com liberdade para fazer o cruzamento, porém acabou isolando.

O Brasil dominou a posse de bola (60% x 40%), mas a quantidade de faltas não deixou o jogo andar da melhor forma, que as seleções pudessem exibir suas habilidades. Foram 20 no total, sendo 13 do lado argentino. Os hermanos acertaram no alvo todos os chutes que tentaram (3), enquanto a Seleção foi ao alvo apenas uma vez de 3 tentativas.

2º tempo
A primeira oportunidade que levou perigo veio do ataque alviceleste, no minuto 13. Ocampos abriu pela direita, entrou na área e, próximo à linha de fundo, meteu a bomba, mas a bola subiu demais. Aos 20 minutos, Messi tentou surpreender o goleiro brasileiro em cobrança de falta de longa distância, mas o guardião estava atento para salvar mais uma para o Brasil.

Dez instantes depois, a Argentina seguia pressionando e Paredes recebeu em boa posição para bater de primeira e assim o fez, porém o arqueiro do Liverpool impediu que a vantagem fosse ampliada. Aos 34, Lautaro, da Inter de Milão, dominou dentro da área e chutou com força. A redonda subiu e o juiz assinalou tiro de meta para o Brasil.

Em mais uma bola perdida da Seleção pelo meio de campo, Guildo Rodríguez ficou com ela e tentou fazer o segundo, mas acabou errando o alvo.

Vídeos
Últimas notícias