Filipinho, Medina e Ítalo vencem e vão à 3ª fase em Jeffreys Bay

Oitavo lugar no Mundial de Surfe e ainda sem vencer nenhuma etapa, Medina atingiu, logo na primeira bateria do dia, 12,03 na pontuação

Ed Sloane/WSL via Getty ImagesEd Sloane/WSL via Getty Images

atualizado 09/07/2019 17:53

Os brasileiros Gabriel Medina, Filipe Toledo e Ítalo Ferreira avançaram direto à terceira rodada da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe ao vencerem suas respectivas baterias no primeiro dia de disputas da competição, nesta terça-feira (09/07/2019), na África do Sul.

Já Adriano de Souza (Mineirinho), Caio Ibelli, Yago Dora, Deivid Silva e Michael Rodrigues terminaram suas baterias em segundo lugar e também passaram de fase, enquanto Willian Cardoso, Peterson Crisanto, Jadson André e Jessé Mendes caíram para a repescagem.

Oitavo lugar no ranking da temporada e ainda sem vencer nenhuma etapa, Medina atingiu, logo na primeira bateria do dia, 12,03 na pontuação para superar o francês Joan Duru (10,57) e o português Frederico Morais (9,00). O santista agora aguarda pela terceira rodada.

Na segunda bateria, o atual sexto colocado na corrida pelo título do ano, Ítalo Ferreira, teve ainda mais tranquilidade para fechar em 14,43 e bater o australiano Soli Bailey (10,67), além do paranaense Peterson Crisanto (10,34).

Mas nenhum deles se saiu tão bem quanto Filipe Toledo. Atual terceiro lugar no ranking – num virtual segundo lugar, pois John John Florence, que ocupava a liderança, sofreu uma lesão ligamentar do joelho e não deve mais voltar a surfar este ano – e vencedor das duas últimas disputas em Jeffreys Bay, Filipinho alcançou um ótimo 17,60, deixando para trás o local Michael February (12,83) e o australiano Adrian Buchan (11,70).

Vencido pelo japonês Kanoa Igarashi (12,16) na terceira bateria do dia, Adriano de Souza (7.33) passou de fase, mas não terá o “luxo” de ir direto à terceira fase. Na mesma bateria, Jessé Mendes (6,74), por sua vez, terá de se contentar com o “tudo ou nada” da repescagem.

A mesma tarefa de Jessé e de Crisanto será a do potiguar Jadson André, que com um 10,56 na sétima bateria desta terça-feira ficou em último na disputa com Julian Wilson (13,97), da Austrália, e o surfista de Guarujá Deivid Silva (10,60). Jadson e Crisanto vão se juntar a William Cardoso na mesma bateria nesta quarta-feira, válida pela eliminatória, para tentar continuar vivos na disputa.

Em segundo em suas respectivas baterias, o paulista Caio Ibelli, o paranaense Yago Dora e o cearense Michael Rodrigues também avançaram de fase e aguardam a movimentação desta quarta-feira na repescagem para terem definidos seus caminhos na competição.

Na famosa praia de Jeffreys Bay, o Circuito Mundial chega a sua sexta etapa no calendário deste ano, cuja disputa ganha importância ao definir os classificados na corrida olímpica para os Jogos de Tóquio-2020.

Últimas notícias