Ex-mulher de Pelé cobra R$ 375 mil de pensão alimentícia atrasada

Assíria do Nascimento afirma que o Rei do Futebol deixou de honrar o compromisso integral desde agosto de 2019 e cessou o pagamento em março

atualizado 14/08/2020 22:16

Marc Piasecki/Getty Images

A ex-mulher de Pelé, Assíria do Nascimento, cobra na Justiça o valor de R$ 375 mil referente a atrasos no pagamento da pensão alimentícia dela e de dois filhos. As informações sobre o processo foram divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com Assíria, Pelé deixou de pagar a pensão em março deste ano. Antes disso, o Rei do Futebol já estaria em débito, porque, segundo a ex-mulher, desde agosto de 2019 tem honrado o compromisso apenas parcialmente.

0

Ainda conforme o jornal, a pensão acordada entre Pelé e a ex-mulher prevê o pagamento de 9 salários mínimos mensais a cada um dos filhos e 24 salários mínimos mensais para Assíria. Ela foi casada com o Rei do Futebol durante 13 anos e se divorciou em 2008.

A defesa de Pelé informou à Folha que pediu uma revisão de pensão para definir novos valores.

Vídeos
Últimas notícias