Eduardo Paes sobre público no Fla-Flu decisivo: “Pouco provável”

Diretoria Rubro-Negra deseja liberação de 30% do Maracanã para retorno da torcida

atualizado 14/05/2021 15:48

Eduardo Paes, prefeito do Rio de JaneiroAline Massuca/Metrópoles

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), afirmou que é pouco provável que a final do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Fluminense, conte com a presença de público. A declaração foi dada pelo prefeito em uma entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (14/5). Na ocasião, Paes anunciou que um decreto para a realização de eventos na cidade será publicado no início da próxima semana.

As partidas estão marcadas para os dias 15/5 e 21/5, no Maracanã, ambas às 21h05. A resposta frustra o interesse da diretoria do Rubro-Negro, que no início dessa semana apresentou para a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) e aos rivais Botafogo, Fluminense e Vasco um protocolo que visa o retorno de ao menos 30% da capacidade do estádio

Os outros três clubes foram contra a possibilidade de retorno da torcida. A Ferj, por sua vez, apoiou uma decisão coletiva em caso de liberação por parte da prefeitura.

No jogo deste sábado não haverá público. O Tricolor das Laranjeiras, mandante da primeira partida, foi contrário a possibilidade. A esperança da diretoria do Flamengo é que até a próxima semana haja a possibilidade de público presente.

Entre as medidas que estariam no protocolo de segurança estão a marcação de lugares com distanciamento, distribuição de álcool gel e foi debatida a possibilidade de exigirem comprovantes de vacinação dos torcedores ou testes de Covid-19.

Dados da Secretaria municipal de Saúde de Rio de Janeiro, divulgados nesta sexta, apontam que em 2021 a cidade registrou 95.669 casos, com 6.631 óbitos.

Vídeos
Últimas notícias