e-Sports: brasileiro é vítima de xenofobia em torneio de FIFA 21

Lucas Tabata sofreu discriminação étnica e racial por parte de torcedores argentinos após perder para Matías Bonanno

atualizado 23/11/2020 12:47

O brasileiro Lucas Tabata foi vítima de discriminação étnica e racial durante um torneio qualificatório sul-americano do FIFA 21 Global Series. O jogador da Bundled se envolveu em confusão com o argentino Matías Bonanno, do KRÜ Esports (time que tem Sergio Agüero como dono) por conta de problemas de conexão de internet.

A administração optou por dar vitória por W.O. ao brasileiro, mas reviu a decisão posteriormente e a partida foi retomada. Nos pênaltis, Tabata foi derrotado. Antes de a partida ser retomada, Lucas comemorou no Twitter a classificação.

Durante o tempo em que a administração da partida decidia o que fazer em relação à retomada do jogo, as comunidades de cada país se mobilizaram para apoiar seus representantes. Foi nesse momento que Lucas sofreu ataque de xenofobia e de cunho racista por parte de argentinos.

Lucas teve apoio de Wendell Lira e da KRÜ Sports, equipe do rival.

Vídeos
Últimas notícias