Presa na Rússia, estrela da WNBA se declara culpada por tráfico de drogas

Apesar da admissão de culpa, Brittney Griner ainda pode servir 10 anos de prisão

atualizado 07/07/2022 14:58

Christian Petersen/Getty Images

Presa na Rússia desde fevereiro, Brittney Griner, estrela da WNBA, se declarou culpada por tráfico de drogas, mas negou ter cometido o crime intencionalmente. Apesar da admissão, a atleta ainda pode servir 10 anos de prisão.

“Eu gostaria de me declarar culpada, meritíssimo. Mas não houve intenção. Eu não queria infringir a lei. Gostaria de dar meu testemunho mais tarde. Preciso de tempo para me preparar”, disse a jogadora, falando baixo, em inglês, e depois sendo traduzida para o russo no tribunal.

Griner foi detida no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, em fevereiro deste ano, com uma “quantidade significativa” de THC (composto da maconha) em forma de óleo de haxixe, que é ilegal da Rússia. O julgamento da atleta começou em 1º de julho. A próxima audiência acontece no dia 14.

Entre os defensores de Griner, há uma percepção que as pessoas no poder nos Estados Unidos não estão fazendo tudo o que podem pelo caso. No início da semana, a jogadora do Phoenix Mercury escreveu uma carta para Joe Biden, presidente dos EUA.

“Sei que você está lidando com tanta coisa, mas por favor, não se esqueça de mim e dos outros detidos americanos. Por favor, faça tudo o que puder para nos trazer de volta para casa”, escreveu.

Griner é uma das principais atletas da WNBA. Ela foi campeã com o Phoenix Mercury em 2014 e eleita oito vezes all-star da liga. Além disso, é bicampeã olímpica e mundial pela seleção dos Estados Unidos.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias