Nem no Japão: torcida do Brasília faz mutirão de limpeza na Asceb

Iniciativa partiu dos próprios torcedores da equipe, que esperam manter o espaço sempre limpo, antes e depois dos jogos

Lucas Magalhães/Especial Para O Metrópoles

atualizado 15/10/2019 7:22

Os jogadores do Brasília mal terminaram a conversa pós-treino tático na noite da última segunda-feira (14/10/2019) e a quadra foi tomada por sete torcedores. Não, não era um protesto por conta de maus-resultados. Afinal, o time brasiliense sequer estreou na 12ª edição do NBB, o que só ocorre nesta quarta-feira (16/10/2019). A missão dos membros da Torcida Uni era mais nobre: ajudar a equipe na lavagem do Ginásio da ASCEB para a partida de estreia na maior competição do basquete nacional.

A primeira missão foi retirar os adesivos do banco que patrocina o campeonato e o escudo do time no círculo central. As peças serão trocadas por novas, algo que só deve ocorrer nesta terça-feira (15/10/2019). O piso de jogo, assim como as arquibancadas, recebeu atenção especial. Foram usados vários rodos, panos de chão e até mesmo uma enceradeira para deixar o local brilhando, para causar a melhor impressão possível já na primeira partida do time na competição.

0

“Essa é a melhor torcida do basquete brasileiro, disparado. Nenhum time tem a torcida que nós temos. O que eles estão fazendo é maravilhoso. Eles não estão ganhando absolutamente nada para fazer isso. Acho que nem os times de futebol têm isso”, celebra o diretor do Brasília, Bernardo Bessa.

Presidente da Torcida Uni, Stephan Dohms espera que a iniciativa dê frutos durante a temporada. Para o torcedor, que é doutorando em Biologia, tem conhecimento de que a festa que a torcida promove nas arquibancadas gera alguns problemas que os próprios aficionados podem ajudar a resolver.

“A ASCEB é nossa casa. Durante os jogos, a gente estoura balão, chuva de prata, e a gente sabe que isso gera resíduos. Nosso intuito é deixar o ginásio como a gente encontrou. É uma forma de prezar pelo que é nosso, de ajudar o time de uma maneira que vai além das quadras”, destaca.

Ao ver a mobilização, um dos atletas do Brasília, em conversa com companheiros, afirmou que a vitória diante do Botafogo, caso venha, será dedicada aos torcedores, que dedicaram um tempo para deixar o Ginásio da ASCEB em condições de receber as partidas do NBB.

Com a Torcida Uni nas arquibancadas, o único representante da capital federal na competição recebe o Glorioso na ASCEB no primeiro jogo do torneio. A bola sobe às 20h.

Vídeos
Últimas notícias