Alonso de volta à Fórmula 1? Pode acontecer em 2020, na Ferrari

Segundo o Marca, Príncipe das Astúrias estaria cogitando retorno à categoria, mas só aceitaria correr pela escuderia italiana

Andrew Honne/ PirelliAndrew Honne/ Pirelli

atualizado 05/07/2019 13:56

Bicampeão mundial de Fórmula 1 nos anos de 2005 e 2006, o espanhol Fernando Alonso pode estar retornando à principal categoria do automobilismo mundial. A informação é da revista inglesa Auto Sport, que afirma que, caso a volta aos monopostos não ocorra, o Príncipe das Astúrias pode disputar, no começo de 2020, o Rally Dakar, defendendo a Toyota, equipe pela qual ele já corre no Mundial de Endurance e, inclusive, venceu as 24 Horas de Le Mans, principal corrida de longa duração do mundo.

O retorno de Fernando Alonso para a Fórmula 1 passaria, obrigatoriamente, pela saída de Sebastian Vettel da Ferrari. Existe a possibilidade do alemão voltar à Red Bull, onde viveu os melhores momentos da carreira, ou até mesmo se aposentar ao final desta temporada. Com isso, abriria-se uma vaga na tradicional equipe italiana, única escuderia que Alonso estaria disposto a defender, de acordo com a Auto Sport.

“É um time vencedor”, resumiu Alonso nas vezes em que foi perguntado sobre a Ferrari.

Fernando Alonso é um dos pilotos a acumular mais de 300 Grandes Prêmios na carreira. Além dos dois títulos mundiais, incluindo um conquistado em um eletrizante GP do Brasil, em 2006, quando disputou o campeonato até a última etapa com o alemão Michael Schumacher, o espanhol conquistou 32 vitórias e anotou 22 pole positions, além de alcançar a marca de 97 pódios. Nos últimos anos na Fórmula 1, porém, sofreu com as unidades motrizes da McLaren e não conseguiu resultados expressivos na passagem pela escuderia inglesa.

Depois de deixar a F1, o espanhol se aventurou na Fórmula Indy, quando tentou conquistar as 500 Milhas de Indianápolis, em 2017. Ele chegou a liderar a corrida, mas, com problemas no motor, terminou apenas na 29ª posição.

Últimas notícias