William Waack sobre Bolsonaro: “Não é machista, racista e homofóbico”

Ex-jornalista da Globo comentou postura do presidente eleito e afirmou que não foi prejudicado por piada racista

Reprodução/RedeTV!Reprodução/RedeTV!

atualizado 16/12/2018 13:46

William Waack esteve no Mariana Godoy Entrevista dessa sexta (14/12), na RedeTV!, e defendeu o presidente eleito, Jair Bolsonaro, quando perguntado sobre posicionamentos do político do PSL considerados preconceituosos.

“É taxado por muitos opositores como machista, racista, homofóbico… Você concorda com isso?”, perguntou Godoy. “Não, eu não concordo. Não vejo ele nessas características de jeito nenhum”, diz Waack, ex-apresentador do Jornal da Globo demitido pela emissora após comentários racistas.

“Eu acho que há uma série de afirmações e frases que ele soltou que ofendem as pessoas. Mas eu não vejo ele como uma pessoa descrita como você colocou na sua pergunta”, completou. Godoy aproveitou a resposta para continuar o questionamento: “Você acha que uma frase não define o caráter de uma pessoa?”.

“Não. Eu acho que o que define é a postura e a atitude”, disse Waack. Na conversa, ele afirmou que não se sentiu prejudicado profissionalmente pelo áudio vazado com piada racista.

Segundo a coluna Gente, do portal IG, Waack negocia sua contratação pela TV Band.

Últimas notícias