*
 

Para conseguir ter sua primeira noite de sexo com a namorada Suzy (Ellen Rocche), o médico Samuel (Eriberto Leão) precisou apelar para um ritual, cena que foi ao ar na segunda-feira (13/11) na novela “O Outro Lado do Paraíso”. Homossexual ainda no armário, ele levou a enfermeira para um motel depois de um jantar em família.

Chegando lá, foi ao banheiro, de onde tirou um chocalho, balançando o objeto na esperança de fazer a “cobra subir”. E não é que deu certo? “Ah, funciona”, disse ele no capítulo. Ao sair do quarto, Samuel encontrou a bela deitada apenas de lingerie. “Que barulho é esse?”, questionou a moça, curiosa. “Não importa. Agora é que você vai conhecer o ‘bote da cascavel'”, respondeu o médico.

No folhetim, Samuel não é apenas um homossexual não assumido. Ele odeia o fato de ser gay. “Acho que esse conflito interno não faz bem a ninguém. É difícil opinar sobre isso. Só quem vive a situação tem ideia e sabe o que é”, disse o ator Eriberto Leão em entrevista ao UOL.

 

 

COMENTE

homossexualidadesamuelo outro lado do paraísosuzy
comunicar erro à redação