Rodrigo Bocardi se defende de acusação de racismo: “Desculpas”

O jornalista usou as redes sociais para se justificar sobre a fala no Bom Dia, São Paulo

atualizado 07/02/2020 14:45

Globo/Divulgação

O jornalista Rodrigo Bocardi envolveu-se, nesta sexta-feira (07/02/2020), em um caso de racismo. A fala do apresentador, durante o Bom Dia, São Paulo, teve repercussão negativa e ele usou o Twitter para se defender.

Ao vivo, Bocardi conversou com Leonel, um homem negro que ia ao clube Pinheiros. O jornalista, então, perguntou se o rapaz iria catar as bolinhas na quadra de tênis. O entrevistado, então, respondeu que era um atleta.

O diálogo repercutiu mal e a postura de Bocardi foi considerada racista. Pelas redes sociais, o jornalista tentou se justificar, apontando ter origem humilde e não ser preconceituoso.

“Os jogadores de tênis não usam uniformes, mas os pegadores/rebatedores, sim: uma camiseta igual a do Leonel, com quem tive o prazer de conversar hoje. Ao vê-lo com a camiseta que vejo sempre, todos os dias, pegadores/rebatedores de todas as cores de pele, pensei que fosse um deles. Não frequento outras áreas do clube onde outros esportes são praticados. E não sabia que a camiseta era parecida”, justificou Bocardi.

Em seguida, ele lembrou da própria trajetória. “Nunca escondi minha origem humilde. Comecei a vida como garoto pobre, contínuo, andando mais de duas horas de ônibus todos os dias para ir e voltar do trabalho e escola. Alguém como eu não pode ter preconceito. Eu não tenho”, falou.

Por fim, Bocardi ainda pediu desculpas a Leonel e aos espectadores.

0

Últimas notícias