O Sétimo Guardião: Marilda suspeita que Eurico seja o serial killer

As cenas estão previstas para serem exibidas na quarta-feira (17/4)

Globo/ReproduçãoGlobo/Reprodução

atualizado 12/04/2019 16:14

Em breve, uma suspeita vai atormentar a mente de Marilda (Letícia Spiller): a de que Eurico (Dan Stulbach) pode ser o serial killer que tem eliminado os guardiães da irmandade que protege a fonte milagrosa. Afinal, além de ele ter jurado vingança quando foi expulso da sociedade secreta, não estará em casa na noite em que Milu (Zezé Polessa) for assassinada.

As mortes de Machado (Milhem Cortaz) e Feliciano (Leopoldo Pacheco) acendem a luz de alerta para Marilda, que passa a pressionar o marido sobre uma eventual participação nos crimes. Ele reage com ironia, afirmando que matou o delegado com dois tiros e o mendigo com uma martelada na cabeça. A primeira-dama, contudo, sabe que é mentira, pois ambos foram envenenados.

Entretanto, dias depois, durante a madrugada em que Milu é assassinada, Marilda acorda e não vê Eurico na cama. Intrigada, vasculha a casa inteira e não acha sinal do marido. Enquanto isso, a esotérica é perseguida por alguém em Serro Azul e desaparece na escuridão. Pouco depois, o prefeito volta para sua residência e a esposa, que finge estar dormindo, o vê.

Na manhã seguinte, a notícia do sumiço de Milu corre a cidade, pois Elisa (Giullia Buscacio) faz um escândalo por não ver a esotérica em casa. Enquanto Padre Ramiro (Aílton Graça), Aranha (Paulo Rocha) e Ondina (Ana Beatriz Nogueira) questionam o delegado Sampaio (Marcello Novaes) pelo sumiço da mulher, Marilda pressiona Eurico a respeito.

Quando o corpo de Milu é encontrado, o terror toma conta de Serro Azul. Então, Eurico, que passou boa parte da madrugada fora de casa, instrui Marilda a forjar um álibi para ele. Uma exigência que deixa a primeira-dama certa de que o marido tem culpa no crime.

As cenas em que Marilda percebe que Eurico não está em casa na madrugada em que Milu morre estão previstas para serem exibidas na quarta-feira (17/4).